A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/07/2014 12:55

Delcídio e Paulo Duarte irão se licenciar para se dedicar a campanha

Leonardo Rocha
Delcídio e Paulo Duarte irão se licenciar para se dedicar a campanha (Foto: Divulgação)Delcídio e Paulo Duarte irão se licenciar para se dedicar a campanha (Foto: Divulgação)

O senador Delcídio do Amaral (PT) e o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PP), irão se licenciar dos seus cargos no legislativo e executivo para se dedicar à campanha eleitoral, para sucessão estadual em Mato Grosso do Sul, em 2014.

O prefeito Paulo Duarte revelou que já enviou o ofício de licença à Câmara Municipal de Corumbá, que será do período de 5 até o dia 31 de agosto. No seu lugar assume a vice-prefeita, Márcia Raquel Rolon (PT).

"Foi um pedido do senador (Delcídio do Amaral) para ajudar e contribuir neste início de campanha, quando esta realmente começa a ir para as ruas, vou ajudar no que for preciso, além disto iremos lançar o conselho político para traçar as diretrizes de atuação", apontou ele.

Duarte ainda ressaltou que neste mês começam os programas eleitorais na rádio e TV e que a coordenação do PT já está trabalhando no conteúdo proposto. "Vamos nos dedicar também nesta estratégia de comunicação para levarmos nossas propostas".

Senado - O coordenador de campanha, Pedro Chaves, afirmou a reportagem do Campo Grande News, que o senador Delcídio do Amaral também irá se licenciar do mandato em Brasília, restando apenas decidir o período e a data correspondente.

"Vamos conversar nos próximos dias para definir quando ele vai se licenciar, existe um pedido do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB - AL), sobre um esforço concentrado para votação de projetos, depois Delcídio vai poder se licenciar", explicou ele. Chaves inclusive pode assumir a vaga no Senado, dependendo do período de licença, já que é suplente do candidato petista.

Paulo Duarte também ressaltou que Delcídio deve anunciar esta decisão nos próximos dias, confirmando que existe a possibilidade dele se licenciar para se dedicar a campanha. "Sobre quando e quanto tempo vai ser, ainda está sendo avaliado, é uma decisão pessoal dele", afirmou o presidente estadual do PT.

Entramos em contato com o senador Delcídio do Amaral, mas até o momento não obtivemos resposta. A assessoria do candidato petista ainda não confirmou este período de licença.

Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions