A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

26/10/2014 12:06

Delcídio ganha uma página de direito de resposta em jornal

Ludyney Moura e Luciana Brazil

O candidato do PT ao Governo do Estado, senador Delcídio do Amaral, ganhou na Justiça Eleitoral direito de resposta, publicado neste domingo no jornal Correio do Estado.

Toda a primeira página do caderno de Política do jornal teve sua publicação de hoje ocupada por direitos de respostas de Delcídio. Ao todo foram seis matérias veiculadas no periódico, todas negando a participação do senador no suposto esquema de corrupção na Petrobras.

“Isso mostra uma baixaria que foi essa campanha, e que inclusive vários (direitos de resposta) deveriam ter sido publicados e não foram. Um verdadeiro desrespeito à Justiça. Um Estado Republicano não pode permitir uma coisa dessas”, declarou Delcídio.

O petista criticou também episódios envolvendo órgão da imprensa nacional. “Eu sempre fui contra a regulação da mídia, mas agora eu passo a achar que precisa se feita, porque o que a Veja (revista da editora Abril) fez foi lamentável”, disse, referindo-se à capa da publicação, que antecipou a divulgação, e que dizia que Dilma Roussef (PT) e o ex-presidente Lula (PT) sabiam da existência de um esquema de corrupção na maior estatal do país.

O advogado do jornal, Láercio Arruda Ghuilhem, revelou que a empresa pretende entrar com uma ação de reparação de danos contra a União, já que ele alega não ter sido intimado pela Justiça Eleitoral para participar da seção que decidiu o direito de resposta.

“É um absurdo, nunca fiz isso na historia eleitoral do Estado. Não tivemos outra alternativa, a não ser publicar para não incorrer no ônus da multa, de R$ 41 mil por dia de descumprimento, mas R$ 15 mil por matéria (seis no total). O Tribunal Regional Eleitoral foi tendencioso, vamos levar o caso para o CNJ (Conselho Nacional de Justiça”, disse o advogado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions