A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/12/2015 12:15

Depois de tentar em 12 eleições, vereador assume mandato na Câmara

Antonio Marques
Presidente da Câmara, João Rocha, dá posse aos três novos vereadores, Roberto Durães; Lívio Viana (ao centro) e Eduardo Cury (à direita) (Foto: Antonio Marques)Presidente da Câmara, João Rocha, dá posse aos três novos vereadores, Roberto Durães; Lívio Viana (ao centro) e Eduardo Cury (à direita) (Foto: Antonio Marques)

Um dos três vereadores que assumiram os mandatos na Câmara Municipal de Campo Grande nesta sexta-feira (18), pela manhã, nas vagas de parlamentares cassados por compra de votos, disse que disputou 12 eleições. Roberto Santos Durães (PT), o mais ansioso, revelou nunca ter deixado de sonhar de ser parlamentar. Junto com ele, os médicos Eduardo Cury (PTdoB) e Lívio Viana de Oliveira Leite (PSDB) foram empossados com titulares.

Eduardo Cury já atuava na Casa há 100 dias no lugar do vereador Paulo Pedra (PDT), licenciado para assumir a secretaria municipal de Governo. Médico há 40 anos, parte do tempo à frente da coordenação do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Cury lembrou em seu discurso que a decisão de entrar na política veio depois de ele perceber que poderia oferecer melhor serviço à população se subisse mais um degrau, a vereança. “Neste período que estou na Casa, pude ver e aprender muito. Não sou da base e nem da oposição, sou a favor de Campo Grande, que me elegeu para estar aqui”, comentou.

O Plenarinho da Câmara ficou pequeno diante do público, maioria familiares e amigos dos novos vereadores. Apenas 12 colegas prestigiaram a posse, que também contou com o deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) e o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares.

Lívio Viana Leite, que deixou o cargo de secretário adjunto na Secretaria Estadual de Saúde, lembrou em seu discurso os conselhos que recebeu do pai, de 65 anos, e do filho, de 12 anos, e garantiu ao menino que “vai fazer o que é correto para ele”.

Eduardo Cury assumiu o lugar de Paulo Pedra e Roberto Durães, a vaga deixada por Thais Helena, que foram cassados por compra de votos nas eleições em 2012, junto com o colega Delei Pinheiro (PSD). Por conta do processo de cassação, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) fez a retotalização dos votos, o que abriu mais uma vaga ao PSDB, assumida por Lívio.

O presidente da Câmara, João Rocha, deu as boas vindas aos novos parlamentares e lembrou a eles que o cargo que estão assumindo foi conquistado pelo voto do povo democraticamente e com prazo de validade, que vence em 31 de dezembro do próximo ano. “Não se esqueçam que o mandato é do povo. Estamos aqui para cumprir uma missão e o tamanho de cada um é único”, destacou.

Ao final do evento, João Rocha comentou que a relação com o Executivo vai continuar sendo a mais harmônica possível e declarou que “qualquer maldade que possa vir de lá, vamos responder com um pacote de bondade”, garantiu o presidente.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions