A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

02/12/2014 13:16

Deputado desiste de secretaria e diz ter 8 votos para presidência da Casa

Leonardo Rocha
O deputado estadual Zé Teixeira disse que já tem a adesão de oito colegas e busca mais apoio para presidir Casa (Foto: Giuliano Lopes - ALMS)O deputado estadual Zé Teixeira disse que já tem a adesão de oito colegas e busca mais apoio para presidir Casa (Foto: Giuliano Lopes - ALMS)

O deputado Zé Teixeira (DEM) desistiu de ser secretário de Agricultura e Pecuária, a partir do ano que vem, no governo de Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele declarou que além de seguir como deputado, pretende conseguir votos dos colegas para se eleger presidente da Assembleia Legislativa, em 2015.

"Não vou mais (secretário), eu pedi votos na eleição para ser deputado e não secretário estadual, tenho um compromisso com meus eleitores e minha base, que me elegeu pela sexta vez para representá-los na Assembleia", ressaltou ele, na sessão de hoje (02), na Casa de Leis.

O democrata havia recebido o convite de Reinaldo Azambuja para assumir a Secretaria de Agricultura e Pecuária, após a divisão da Seprotur, em duas pastas. "Vou poder ajudar mais o Reinaldo aqui na Assembleia, contribuindo no que for preciso para ajudar seu governo", disse ele.

Zé Teixeira voltou a dizer que está no páreo pela presidência da Assembleia, contando com o apoio dos deputados que foram eleitos na coligação do PSDB, assim como a adesão de outros colegas. "Estamos articulando e conversando, para buscarmos novos apoios, o que posso dizer agora é que tenho oito votos no momento", garantiu o democrata.

O deputado não quis revelar os nomes dos aliados, mas declarou que são os deputados eleitos em sua coligação e outros que está conversando. Sobre Onevan de Matos (PSDB), que também colocou o nome para a disputa, o democrata ponderou que qual dos dois tiver a adesão dos demais, receberá o apoio do outro. "Temos que ficar unidos, pois fomos eleitos pela coligação do governador no 1° turno", avaliou.

O principal concorrente dos dois candidatos citados, é o deputado Junior Mochi (PMDB), que além de conseguir a adesão do bloco do PMDB e aliados, também busca acordo com o governador eleito, para que possa ficar com a presidência e o grupo do PSDB indique a 1° Secretaria.

O presidente estadual do PSDB, o deputado Márcio Monteiro, afirmou que o partido vai fazer todo esforço para fazer parte da composição da mesa diretora, conquistando o seu espaço, mas não confirmou se estaria buscando a presidência ou teria este acordo com o PMDB, para ficar com o segundo cargo mais importante da Casa.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions