A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

04/12/2016 10:35

Deputado flagrado em áudio sobre 'dica de fraude' será ouvido na quarta-feira

Felipe Orro faltou a primeira audiência e deverá ser o último a depor antes de relatório final

Mayara Bueno
À esquerda, o deputado Felipe Orro (PSDB), com Renato Câmara (PMDB). (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS/Arquivo)À esquerda, o deputado Felipe Orro (PSDB), com Renato Câmara (PMDB). (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS/Arquivo)

Flagrado em áudio sobre ‘dica de fraude’ na folha de ponto de servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Felipe Orro (PSDB), será ouvido pela Corregedoria na próxima quarta-feira (7), a partir das 9 horas.

O depoimento do parlamentar deve ser o último sobre o caso. Depois disso, o presidente da Corregedoria, deputado Maurício Picarelli (PSDB), vai elaborar o relatório para enviar ao presidente da casa de leis, deputado Junior Mochi (PMDB).

Na verdade, o depoimento de Orro estava marcado para quarta-feira (30), mas o parlamentar argumentou uma agenda em Aquidauana, marcada antes, e não depôs no dia.

Alvo da investigação, na conversa, gravada em meados de 2015, mas divulgada somente em novembro deste ano, o deputado Paulo Corrêa (PR) sugere fraude no ponto de servidores, ao dizer para Orro colocar um controle de ponto, ”mesmo que seja fictício” de frequência dos funcionários do gabinete.

Segundo o que o presidente dos trabalhos disse anteriormente, o relatório pode apontar para a abertura de uma comissão disciplinar por quebra de decoro parlamentar ou arquivamento. De qualquer forma, a situação será encaminhada a Mochi, que decidirá sobre abertura ou não.

Picarelli já ouvi pessoas ligadas à história, incluindo Corrêa, que disse ter falado “sem pensar” “ponto fictício”, ainda criticando a gravação da conversa, considerada por ele ilegal.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions