ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Política

Deputado flagrado em áudio sobre 'dica de fraude' será ouvido na quarta-feira

Felipe Orro faltou a primeira audiência e deverá ser o último a depor antes de relatório final

Mayara Bueno | 04/12/2016 10:35
À esquerda, o deputado Felipe Orro (PSDB), com Renato Câmara (PMDB). (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS/Arquivo)
À esquerda, o deputado Felipe Orro (PSDB), com Renato Câmara (PMDB). (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS/Arquivo)

Flagrado em áudio sobre ‘dica de fraude’ na folha de ponto de servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Felipe Orro (PSDB), será ouvido pela Corregedoria na próxima quarta-feira (7), a partir das 9 horas.

O depoimento do parlamentar deve ser o último sobre o caso. Depois disso, o presidente da Corregedoria, deputado Maurício Picarelli (PSDB), vai elaborar o relatório para enviar ao presidente da casa de leis, deputado Junior Mochi (PMDB).

Na verdade, o depoimento de Orro estava marcado para quarta-feira (30), mas o parlamentar argumentou uma agenda em Aquidauana, marcada antes, e não depôs no dia.

Alvo da investigação, na conversa, gravada em meados de 2015, mas divulgada somente em novembro deste ano, o deputado Paulo Corrêa (PR) sugere fraude no ponto de servidores, ao dizer para Orro colocar um controle de ponto, ”mesmo que seja fictício” de frequência dos funcionários do gabinete.

Segundo o que o presidente dos trabalhos disse anteriormente, o relatório pode apontar para a abertura de uma comissão disciplinar por quebra de decoro parlamentar ou arquivamento. De qualquer forma, a situação será encaminhada a Mochi, que decidirá sobre abertura ou não.

Picarelli já ouvi pessoas ligadas à história, incluindo Corrêa, que disse ter falado “sem pensar” “ponto fictício”, ainda criticando a gravação da conversa, considerada por ele ilegal.

Nos siga no Google Notícias