ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 26º

Política

Deputado pede que STF junte delação de Delcídio a processo contra Dilma

Por Aline dos Santos | 01/04/2016 08:39

Um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) pede que o procedimento de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT), em tramitação na Câmara Federal, considere o conteúdo da delação premiada do senador Delcídio Amaral

A solicitação é do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP). Ele impetrou o mandado contra decisões do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e da Comissão Especial do Impeachment, Rogério Rosso (PSD/DF), que determinaram o desentranhamento da íntegra da delação do senador.

No mandado de segurança, o parlamentar do PTB argumenta que, embora a íntegra da delação tenha vindo a conhecimento público depois da apresentação do pedido de impeachment, os fatos relatados pelo senador foram articulados previamente na denúncia.

Faria de Sá é integrante da comissão especial. O mandado de segurança ficou sob a relatoria da ministra Rosa Weber.

O pedido de impeachment foi apresentado pelos advogados Hélio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal. Os fundamentos para o afastamento da presidente são as “pedaladas fiscais” e edição de decreto de crédito suplementar.

As pedaladas correspondem ao uso de recursos de bancos públicos para quitar compromissos de programas sociais do governo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário