A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/03/2014 13:09

Deputados aprovam 18 projetos, entre eles o fim da venda de armas de brinquedo

Leonardo Rocha
Deputados aprovaram 18 projetos na sessão de hoje, sendo 11 em primeira votação (Foto: Divulgação)Deputados aprovaram 18 projetos na sessão de hoje, sendo 11 em primeira votação (Foto: Divulgação)

Os deputados estaduais aprovaram 18 projetos na sessão de hoje (26), entre eles 11 em primeira votação e sete que já serão encaminhados ao expediente, sendo três que tratam sobre concessão de honrarias e dois sobre doações de imóveis pelo poder executivo.

Entre as principais propostas aprovadas está o projeto do deputado Cabo Almi (PT) que proíbe a venda e comercialização de armas de brinquedo em Mato Grosso do Sul. A intenção é evitar o estimulo a violência, além da prevenção do uso destas armas em assaltos ou em outros crimes.

O deputado Lídio Lopes (PEN) teve três projetos aprovados na sessão de hoje. Entre eles o que proíbe o uso de animais para experiências e pesquisas por indústrias e empresas de cosméticos ou semelhantes. A intenção é que não se repita no Estado, a situação que ocorreu no Instituto Royal, no Estado de São Paulo.

Lídio teve o apoio dos parlamentares no projeto que obriga os hospitais públicos e privados de Mato Grosso do Sul a garantir o transporte aos pacientes em casos de emergência que precisam se deslocar para outras unidades de saúde ou para realização de exames.

Também foi aprovado a proposta da deputada Mara Caseiro (PT do B) que prioriza a matrícula em escolas estaduais de filhos de mulheres vítimas de violência. Seguindo esta linha, também teve aprovação o projeto do deputado Rinaldo Modesto (PSDB) que prevê divulgação em diversos locais do disque-denúncia contra violência a mulher.

De acordo com esta proposta, a população não tem conhecimento sobre este serviço disponível às vítimas destas agressões. Ela deve ser exposta de forma obrigatória em restaurantes, pensões, bares, pousadas, motéis, lanchonetes e hotéis.

O projeto de Marcio Monteiro (PSDB) que prevê a destruição de veículos sem vida útil, para evitar que suas peças sejam utilizadas em negócios ilegais, também foi aprovado em primeira votação.

Esta ação será através de esmagamento e compactação dos itens antigos. De acordo com o deputado, atualmente existem “graves” problemas de segurança pública, como furto e roubo de veículos que são usados em “mercados paralelos”, na venda de acessórios e peças ilegais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions