A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/01/2012 15:30

Deputados se surpreenderam com a demissão de Marcelo Miranda do Dnit

Wendell Reis

Os deputados federais da bancada de Mato Grosso do Sul foram pegos de surpresa com a exoneração do superintendente do Dnit (Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes), Marcelo Miranda. A opinião é compartilhada tanto por deputados do PMDB, quanto do PT.

O deputado Geraldo Resende (PMDB) lembra que Marcelo Miranda é um bom gestor e seu trabalho a frente do Dnit era tido como referência nacional. O deputado Vander Loubet (PT) também se diz surpreso, tendo em vista que, para ele, Marcelo Miranda realizava um bom trabalho a frente do Departamento.

Vander disse que ainda não sabe as circunstâncias da demissão, mas ouviu dizer que há comentários de que o Governo Federal está optando por deixar funcionários de carreira no comando do Dnit em todo o País. A decisão pode por fim as especulações de quem poderia assumir o cargo.

No começo do governo da presidenta Dilma Rousseff (PT), várias pessoas foram cotadas para assumir o cargo, incluindo o nome do ex-deputado Pedro Teruel (PT). Entretanto, Miranda foi mantido no cargo por meio de um consenso. O deputado Vander Loubet acredita que caso a indicação do substituto seja política, a bancada deve entrar em consenso para escolher o indicado.

Ao ser questionado sobre os cargos que ainda faltam ser trocados, Vander lembra da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), ocupada por Flávio Britto, único que se mantém no cargo na gestão Dilma Roussef. Porém, lembra que os cargos serão escolhidos por consenso. Já Geraldo Resende garante que Britto permanece no cargo, pois o acerto foi feito entre o PMDB e o PT nacional.

Recentemente João Grandão foi indicado para o cargo de delegado federal do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário no Estado). Segundo Vander, há um consenso e Amarildo Cruz (PT) deve assumir o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) até fevereiro.

Marcelo Miranda e seu substituto imediato, Guilherme Alcântara, foram enquadrado por desobedecerem dois artigos da lei sobre deveres dos servidores públicos federais: observar as normas legais e regulamentares e levar ao conhecimento da autoridade superior as irregularidades de que tiver ciência em razão do cargo. O engenheiro-chefe do Dnit em Dourados, Carlos Roberto Milhorim, foi exonerado por “valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública; improbidade administrativa, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional e corrupção”.



nossos brilhantes deputados precisam andar de carro para verem a porcaria que estao nossas estradas,graças a estes nobres administradores,que so tem uma coisa em mente,corrupçao.cade a nossa justiça para apurar isto?
 
jose aparicio fontoura em 08/01/2012 08:39:05
Os dois deputados precisam se informar melhor!!!! isso não era novidade!!!
 
daniela rodrigues em 03/01/2012 12:44:23
NADA A COMENTAR... UMA VERGONHA.
 
Inocencio Amorim em 03/01/2012 11:26:28
Essas denuncias no Dnit grande parte da população sulmatogrossense ja sabia e imprensa local e nacional divulgou e muito.acho que demorou demais pra se tomar uma atitude.
Agora Deputado se dizer SURPRESO é pra acaba.meu Deus.
 
Juarez Figueiredo em 02/01/2012 06:31:06
Realmente demorou demais pra sair essas demissões, as denuncias ja vem de longe e grande parte da população sulmatogrossense ja tinha conhecimento atravez da impresa estadual e nacional.Agora Deputado dizer que ficou surpreso em que pais eles moram.
 
Juarez Figueiredo em 02/01/2012 06:23:48
ESSA FOI A PIADA DE 2012! DEPUTADOS SE SURPREENDEM COM A SAIDA DESTE TREMENDO 71, QUE ROUBOU HA ANOS OS COFRES PUBLICOS. SABE QUE TO CONCLUINDO; DEPOIS DO COMENTARIO DO KASSAB QUE A IMPLOSAO FOI UM SUCESSO: QUE OS POLITICOS SAO ATORES; SÓ PODE SER. ELES ENCENAM ALGO MUITO BEM E SE FAZEM DE TUDO QUE É CENARIO PARA GARANTIR VOTOS. ATE SE FAZEM DE SUEPRESOS E COITADINHOS. ATENÇÃO, 2012 É ELEITORAL!
 
LUCIANO MARQUES em 02/01/2012 05:40:52
O Brasil precisa acabar com essas nomeações por indicações políticas. Isso só aumenta a possibilidade de corrupção. O certo é nomear servidores concursados, que são comprometidos com o cargo e a coisa pública.Muitos indicados políticos nem conhecem o trabalho que devem desempenhar, não têm conhecimento técnico! E esses deputados q defendem o demitido? Uma pena... o homem é conhecido antigo.
 
Antonio Soares em 02/01/2012 05:11:12
Com certeza uma pessoa como o Marcelo Miranda não merece isso!! Pessoa com reputação ilibada.. Um dos melhores governos pra os funcionários públicos... Pessoa isenta de qualquer suspeita de irregularidade que injustiça..
 
Geter Ostemberg em 02/01/2012 04:45:13
talvez os dois deputados citados na matéria, não observou o que diz o MPF, depois de tantas materias de acusação de desvio de verbas, só quem estiver em coml.....para elogiar
 
joao carlos em 02/01/2012 04:05:30
Pelo tempo que demorou a cair, pois as denúncias de corrupção no órgão são antigas, a coisa deve mesmo ser escabrosa. Só mesmo estes deputados se surpreendem com esta demissão anunciada há meses. Estão acostumados com a IMPUNIDADE. E ela vai ainda permanecer, pois o único "castigo" será esta demissão. Dinheiro devolvido que é bom, néca!!!
 
paulo cesar em 02/01/2012 04:01:27
Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions