A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

12/03/2014 19:52

Diferente de Bernal, se assumir Capital, Olarte deve fazer ampla “coalizão”

Josemil Arruda
Gilmar Olarte foi colocado no porão pelo prefeito Alcides Bernal (Foto: arquivo)Gilmar Olarte foi colocado no "porão" pelo prefeito Alcides Bernal (Foto: arquivo)

O vice-prefeito Gilmar Olarte (PP) caso realmente suceda o prefeito Alcides Bernal (PP), em se confirmando a cassação no julgamento de hoje da Câmara de Campo Grande, deve encaminhar rapidamente a formação de um “governo de coalizão”. Enquanto Bernal tentou governar sozinho e fracassou nessa teimosia, Olarte tem clareza de que é preciso fazer composição política com os vereadores para ter governabilidade.

Na semana passada, em entrevista ao Campo Grande News, o vice Gilmar Olarte deixou claro que tem uma maneira diferente de fazer política em comparação com Alcides Bernal. “Faria um pacto com todos os partidos porque Campo Grande tem de estar à frente de tudo”, chegou a dizer recentemente.

Pondo ainda mais lenha na “fogueira” da crise política, Bernal pecou por resistir durante quase um ano inteiro a fazer concessões e trazer novos aliados para sua base de sustentação. Só depois de 26 de dezembro, depois do susto da primeira sessão de julgamento, Bernal começou realmente a “usar a caneta” e dividir parcela do poder. Mas mesmo depois disso, continuou agindo com lerdeza e não cumpriu compromissos com os adesistas, deixando-os insatisfeitos.

No porão – Desde o começo da gestão de Bernal, o vice Gilmar Olarte foi praticamente descartado da administração municipal. Embora quisesse participar ativamente do governo, tendo preferência pela Sedesc, que mexe com a aérea econômica, o prefeito preferiu não aproveitá-lo. “Em fevereiro do ano passado, tive a última conversa com Bernal”, confessou Olarte.

O distanciamento político se transformou em físico no começo deste ano, com a mudança do local onde fica o vice-prefeito. “Me tirou do gabinete e me colocou em um porão, onde ficam os projetos do Bird (Banco Interamericano de Desenvolvimento)”, contou Olarte.

História de Olarte – Gilmar Antunes Olarte, de 43 anos, é formado em Ciências Contábeis, sendo natural de Aquidauana. Foi vereador da Capital durante a legislatura de 2004 a 2008, mas não conseguiu a reeleição. Em 2012, foi eleito vice-prefeito na chapa encabeçada pelo prefeito Alcides Bernal.

Na eleição de 2012, Olarte declarou à Justiça Eleitoral ter um patrimônio que totaliza R$ 2 milhões.




Andre Silva, respondendo a tua pergunta, ele teve exatamente a mesma quantidade de votos que o Bernal, pois quando você vota no prefeito, também está votando no vice.
 
Ronaldo Castor em 12/03/2014 23:39:29
Quantos votos ele teve mesmo??
 
Andre Silva em 12/03/2014 20:47:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions