ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 31º

Política

Dobradinha do PSDB com o PT hoje é o mais provável, afirma Reinaldo

Por Zemil Rocha | 17/10/2013 18:47
Coordenador do "Pensando MS", Reinaldo prepara nove seminários regionais (Foto: arquivo)
Coordenador do "Pensando MS", Reinaldo prepara nove seminários regionais (Foto: arquivo)

O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) tem hoje como mais forte a possibilidade de ser candidato à vaga do Senado em chapa majoritária a ser encabeçada pelo senador Delcídio do Amaral (PT). “Hoje estamos mais próximos de uma disputa para o Senado”, afirmou Reinaldo ao ser questionado sobre a probabilidade atual quanto ao cargo que concorrerá na eleição de 2014. Instado a responder, então, qual seria o partido a apoiar na disputa pelo governo do Estado, ele informou: “Aliança com o PT”.

O fato de PSDB e PT estarem em lados opostos a nível nacional, segundo Reinaldo Azambuja, não impede uma coligação entre os dois partidos em Mato Grosso do Sul. “Quando se tem boa vontade das duas partes dá para construir aliança”, argumentou a principal liderança tucana no Estado. “Temos mais pontos que nos aproximam e do que nos afastam”, acrescentou Azambuja, lembrando que tem bom relacionamento com Delcídio e com outras lideranças.

Uma das evidências de que essa união entre tucanos e petistas no Estado tem grande chance de acontecer em 2014 é a participação do PT nos encontros regionais do projeto “Pensando MS”, que começam neste sábado (19), das 8 às 12 horas, na Câmara Municipal de Aquidauana. “Outros partidos vão participar do lançamento do Pensando MS. Teremos o PPS, DEM e o PT disse que vai também, além dos prefeitos e vereadores da região e dos vários partidos”, informou Reinaldo Azambuja, que é o coordenador do projeto “Pensando MS”.

Pensando MS - Os encontros regionais do “Pensando MS” começam neste fim de semana em Aquidauana, abrangendo a região que inclui os municípios de Anastácio, Miranda, Bodoquena e Dois Irmãos do Buriti. “Vamos apresentar o programa como funciona, quais os objetivos, onde queremos chegar com esse programa. Depois daremos oportunidade para as lideranças se manifestarem”, informou Reinaldo.

Pelo cronograma, o PSDB promoverá um total de nove encontros regionais do “Pensando MS”. Depois de Aquidauana, os próximos serão realizados em Nova Andradina, Rio Verde, Jardim, Naviraí, Ponta Porã, Corumbá, Paranaíba, Dourados e Campo Grande. Os encontros devem terminar só em março, mas antes disso, em fevereiro, o PSDB deve anunciar seu caminho eleitoral no Estado.

Antes desses seminários, já tinha começado todo um trabalho de pesquisa de campo. “Com o Pensando MS, estamos fazendo pesquisa de campo em cada cidade do Estado, extratificando por segmento da população, detectando os problemas, o que deve melhorar na cidade, na região e no Estado”, disse o dirigente. “Vamos chegar em todos os 79 municípios”, garantiu.

Reinado Azambuja explica que a intenção é fazer um levantamento sobre o “pensamento das pessoas” nas diferentes regiões de Mato Grosso do Sul. “Vamos formatar um programa de desenvolvimento para o Estado que é um espelho do que as pessoas pensam”, declarou.

Na eleição do ano que vem, conforme Reinaldo, o PSDB vai defender as propostas que nascerem do projeto “Pensando MS”, que surgiu de uma experiência desenvolvida no “Pensando Campo Grande” no pleito de 2012, quando o tucano foi candidato a prefeito e quase chegou ao segundo turno.

Azambuja define o projeto como uma “contribuição do PSDB para a sociedade” de Mato Grosso do Sul. “Servirá também para planejamento futuro. Na criação de Mato Grosso do Sul, há 36 anos, éramos os filhos ricos e o Mato Grosso os filhos pobres. Houve uma inversão e atualmente o PIB de Mato Grosso já é quase o dobro do de Mato Grosso do Sul. Faltou planejamento, saber onde queremos chegar”, opinou o deputado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário