A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/01/2013 15:39

Edil diz que Campo Grande "perde todos os dias" sem titular da Sedesc

Fabiano Arruda
Edil Albuquerque também falou sobre suas principais pautas no mandato como vereador. (Foto: Rodrigo Pazinato)Edil Albuquerque também falou sobre suas principais pautas no mandato como vereador. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O vereador Edil Albuquerque (PMDB) avalia que Campo Grande amarga prejuízos financeiros desde o início do ano sem a definição do secretário da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e do Agronegócio), uma das pastas da administração do prefeito Alcides Bernal (PP) que ainda não tem titular.

Edil, que visitou o Campo Grande News nesta terça-feira, foi secretário da Sedesc durante a gestão de Nelson Trad Filho (PMDB).

Ele disse que prefere não “ousar” em mensurar o prejuízo financeiro com a indefinição, mas garantiu que as perdas ocorrem diariamente.

“Tem que existir uma definição, aliás, deveria ser a primeira, porque está relacionada ao desenvolvimento da cidade. Existem consultores e empresários no Estado que prospectam investimentos e não há ninguém (secretário)”, afirmou, revelando que a secretaria “está vazia”.

Câmara – O peemedebista, que voltou a assumir uma vaga na Câmara Municipal, também opinou sobre o Legislativo. Ele destacou que vai pautar seu mandato pela atuação com o desenvolvimento econômico da cidade, pois tem “relacionamento” com o segmento, justamente por ter sido secretário.

Além disso, revelou que vai priorizar as ações voltadas a beneficiar a terceira idade. “Sem politicagem, mas com resultados.



O Bernal esta planejando. Se tudo der certo, a nomeação do secretário da Sedesc vai acontecer até o final do ano...
 
marcio fernandes em 29/01/2013 23:20:23
E o Bemmal? Digo, Domal, digo Peralta, desculpe, digo Bernal?
 
felipe de souza em 29/01/2013 18:47:23
Realmente a secretaria esta vazia, pois por ser uma secretaria nova poucas pessoas são concursadas, a maioria lá era cargo em comissão, e os que ficaram não podem fazer nada pois nem nomeados foram para assumir os cargos de quem saiu, ou seja ficam lá gastando energia, telefone e usando internet porque não se tem o que fazer.
 
Carol Dias em 29/01/2013 16:08:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions