A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/03/2013 11:48

Em Bonito, os candidatos vão ficar enclausurados em casa até às 17h

Gabriel Neris
Odilson de Arruda é o candidato tucano para a cadeira de prefeito de Bonito (Foto: Bosco Martins)Odilson de Arruda é o candidato tucano para a cadeira de prefeito de Bonito (Foto: Bosco Martins)

Cumprindo a TAC (Termo de Ajuste de Conduta) assinada com o MPE (Ministério Público) e o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), os candidatos a prefeito de Bonito votaram antes das 9h30 deste domingo (3). Leonel Lemos de Souza Brito (PT do B), conhecido como “Leleco”, e Odilson de Arruda (PSDB), dizem que o dia é de tranquilidade no município após o período conturbado durante a campanha.

Odilson chegou às 9h15 na Câmara Municipal de Bonito para votar. Diz que não está ansioso e aguardará o resultado com a família, em casa, até às 17h, também respeitando horário definido TAC. “Vou passar o dia enclausurado em casa. Senti que as coisas estão melhor do que imaginava, será uma boa votação”, disse.

O candidato aposta na campanha realizada até ontem, visitando os eleitores. “Como diz o ditado, andei que nem uma raposinha”, comparou.

O tucano substitui Geraldo Marques (PDT) na chapa que venceu a eleição em outubro do ano passado. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) manteve indeferido o registro de candidatura de Marques a prefeito. O Tribunal entendeu que ele estava impedido de se candidatar, já que teve as contas rejeitadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União), quando era prefeito entre 2001 e 2002.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) entendeu que a não comprovação de R$ 14.035,76, recursos oriundos da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), caracterizou improbidade administrativa.

Leleco votou logo cedo para respeitar TAC assinada com o MPE e TRE (Foto: Divulgação)Leleco votou logo cedo para respeitar TAC assinada com o MPE e TRE (Foto: Divulgação)

Na concorrência, Leleco foi às 9h com as filhas de 21 e 22 anos. Aguardará o resultado também em casa com os familiares e em caso de vitória se deslocará para o comitê do partido, na rua 29 de Maio. “Depois de tanta confusão a cidade está tranquila”, disse. “Vamos ver a vontade da população no resultado das urnas”, completou.

O candidato do PTdoB comentou que ontem foi um dos dias mais conturbados no município neste período eleitoral, com confusão até em um hotel de luxo da cidade. “A denúncia é que lá era um local de compra de votos. Um jornal adversário também foi apreendido porque tinha acusações falsas contra o meu vice”, relatou.

Leleco diz não guardar rancor dos adversários e que se vencer vai “fazer de Bonito uma cidade melhor, que respeite todas as pessoas”.

São 50 sessões eleitorais no município de Bonito, seis delas na zona rural em quatro localidades diferentes. A Justiça Eleitoral local tem à disposição 50 urnas eletrônicas e 18 reservas. O município tem 16 mil eleitores aptos a votar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions