ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 14º

Política

Em busca de jovens lideranças, calendário do MDB tem até evento gamer

Em convenção, lideranças garantem oportunidade no partido para quem não se encaixa em direita ou esquerda

Caroline Maldonado | 25/08/2023 17:09
Presidente do MDB Mulher Estadual e pré-candidata a vereadora na Capital, professora Dharleng Campos; presidente do MDB Mulher em Campo Grande, Eliane da Silva; presidente do MDB Diversidade, Priscila Queiroz; secretário executivo do MDB Diversidade e marketeiro do partido, Leandro Colman; presidente da Juventude MDB, João Vinícius Miquilini; e presidente estadual do MDB, Waldemir Moka.
Presidente do MDB Mulher Estadual e pré-candidata a vereadora na Capital, professora Dharleng Campos; presidente do MDB Mulher em Campo Grande, Eliane da Silva; presidente do MDB Diversidade, Priscila Queiroz; secretário executivo do MDB Diversidade e marketeiro do partido, Leandro Colman; presidente da Juventude MDB, João Vinícius Miquilini; e presidente estadual do MDB, Waldemir Moka.

Durante a eleição do ex-senador Waldemir Moka como presidente estadual do MDB (Movimento Democrático Brasileiro), nesta sexta-feira (25), lideranças revelaram como o partido se prepara para atrair jovens, mulheres e a diversidade para adequar o partido à era digital e preparar candidatos às eleições de 2024, além de lutar pela reeleição de vereadores.

Os planos incluem fazer eventos gamer e abrir oportunidade para jovens que queiram se candidatar dentro de todos demais núcleos do partido, como o da diversidade e da mulher.

O presidente da Juventude MDB, João Vinícius Miquilini, explica que daqui a dois meses o partido fará um evento de interesse dos jovens para levar a discussão sobre cidadania política.

Vamos fazer eventos sobre games e no fim ter uma fala sobre cidadania política, vamos incluir os deficientes, cadeirantes, autistas, surdos e todos esses que estão ficando de lado e eles também são da juventude. Vamos dar voz a eles. Queremos que todo jovem tenha certeza que pode vir ao MDB que nós vamos levar os projetos deles para nossa bancada”, comenta João Vinícius.

Presidente da Juventude MDB, João Vinícius Miquilini. (Foto: Paulo Francis)
Presidente da Juventude MDB, João Vinícius Miquilini. (Foto: Paulo Francis)

O partido, que é cheio de lideranças de mais idade, quer colocar “jovens para falar com jovens”. “Estamos em busca de alguém que saiba fazer eventos para juventude, com vocabulário do jovem e abrir espaço para os jovens. A gente poderia colocar as pessoas por indicação, mas vamos fazer diferente. Em todos os eventos vamos dar espaço para novas pessoas”, garante João.

As bandeiras virão das sugestões que surgirem nos eventos e também das “principais ideologias de esquerda e direita” para compor uma “união”. "Ainda mais depois de todo esse movimento político que teve, essa separação de forças e pessoas brigando dentro de casa e amizades se distanciando. O MDB vai vir para unificar isso”, promete João.

A presidente do MDB Diversidade, Priscila Queiroz, explica que todos os núcleos do partido terão pessoas novas, não somente em idade, mas em relação ao protagonismo na política.

Queremos gente com ideias novas para podermos construir juntos um partido com ideias atualizadas do que está acontecendo hoje no mundo, porque hoje estamos na era digital. É um partido antigo que tem que se adequar e estão trazendo isso hoje”, esclarece Priscila.

Presidente do MDB Diversidade, Priscila Queiroz. (Foto: Paulo Francis)
Presidente do MDB Diversidade, Priscila Queiroz. (Foto: Paulo Francis)

O secretário-executivo do MDB Diversidade e marketeiro do partido, Leandro Colman, detalha que se trata de uma “revolução”.

O MDB decidiu revolucionar e ingressar totalmente os jovens de 16 a 35 anos. O novo trará o novo e a inovação. É a revolução da juventude em Mato Grosso do Sul”, diz Leandro.

Secretário executivo do MDB Diversidade e marketeiro do partido, Leandro Colman. (Foto: Paulo Francis)
Secretário executivo do MDB Diversidade e marketeiro do partido, Leandro Colman. (Foto: Paulo Francis)

Presidente do MDB Mulher em Campo Grande, Eliane da Silva explica que atrair mais mulheres para a sigla também é um desafio, mas o partido fará de tudo para ter novas candidatas.

Vamos viajar o interior inteiro e onde tiver uma mulher, vamos fazer ela entender como é importante a participação da mulher na política. Em Campo Grande, vamos também em todos os bairros”, afirma Eliane.

A pré-candidata à vereadora na Capital, professora Dharleng Campos já foi vereadora e promete dar força ao projeto de incentivar candidatas no Estado todo. Ela é presidente do MDB Mulher Estadual.

Dharleng destaca que há também vereadoras que tentarão a reeleição em Sidrolândia, Três Lagoas, Aquidauana, Chapadão do Sul, Iguatemi e outras cidades. Ela conta que na Capital o partido já tem como pré-candidatas a enfermeira Carla Bernal, a empresária e vice-presidente do Instituto de Proteção Ambiental e Animal, Daniela Rios, e a assistente social e integrante do projeto Mãe Águia, Dani Duarte, entre outras.

Presidente do MDB Mulher Estadual e pré-candidata a vereadora na Capital, professora Dharleng Campos; e a presidente do MDB Mulher em Campo Grande, Eliane da Silva. (Foto: Paulo Francis)
Presidente do MDB Mulher Estadual e pré-candidata a vereadora na Capital, professora Dharleng Campos; e a presidente do MDB Mulher em Campo Grande, Eliane da Silva. (Foto: Paulo Francis)

Muitas mulheres estão “um pouco desanimadas” e muitas pensam que vão ser apenas “degraus para que o homem seja eleito”, na avaliação de Dharleng.

Não pode ser dessa forma. Em todos os  municípios que tivermos mulheres que colocarem seus nomes à disposição, vamos fazer de tudo para que sejam eleitas. Vamos ajudá-las a trabalhar seus projetos para a população local”, promete Dharleng.

Entre os mais jovens, o partido tem a vereadora de Água Clara, Simone Oliveira Batista, a “Simone Xucra” (MDB), que tem mais de 16 mil seguidores no Instagram. Na Capital, um dos pré-candidatos mais conhecidos é o empresário Márcio Podolski.

Presidente estadual do MDB eleito nesta sexta-feira (25), Waldemir Moka. (Foto: Paulo Francis)
Presidente estadual do MDB eleito nesta sexta-feira (25), Waldemir Moka. (Foto: Paulo Francis)

Prefeitura da Capital - Para prefeito, no entanto, o partido insiste no nome do ex-governador André Puccinelli, conforme Moka.

“O André é o nosso candidato, apesar de ter me dito que quer ser candidato ao Senado. Se tivermos uma base forte, ele vai poder decidir”, resume Moka. Ele foi eleito hoje, na sede do partido, com consenso para ocupar o lugar que até então era do deputado estadual Junior Mochi.

Moka não descarta aliança para apoiar o pré-candidato do PSDB, Humberto Pereira, o "Beto Pereira", mas diz que tudo depende se Puccinelli vai ou não ser o candidato. "Tenho o compromisso de ajudar o governador Eduardo Riedel na reeleição", destaca.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias