ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 30º

Política

Em consenso, MDB elege Waldemir Moka presidente estadual da sigla na 6ª-feira

A escolha do ex-senador foi uma estratégia do partido que pretende usar o prestígio do político em Brasília

Jackeline Oliveira | 23/08/2023 13:08
Ex-senador Moka, fora da política desde 2019, asumirá diretório estadual dia 25 (Foto: Paulo Francis)
Ex-senador Moka, fora da política desde 2019, asumirá diretório estadual dia 25 (Foto: Paulo Francis)

O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) reunirá os filiados na próxima sexta-feira (25) para eleger o diretório estadual do partido.

A votação de chapa única terá como presidente do partido o ex-senador Waldemir Moka, que segundo o atual presidente do partido, deputado estadual Mochi Junior, o nome foi escolhido por consenso pelo bom relacionamento de Moka com a diretoria nacional da sigla.

“Nós estamos concluindo a montagem da chapa que também é de consenso, a escolha do Moka, além de ele ter uma vasta experiência com vários mandatos, ele tem uma história com o MDB e possui credibilidade com a executiva nacional”, explica Mochi.

O deputado relata que o partido possui dois ministérios no governo, a Simone Tebet no Planejamento e Orçamento e Renan Filho (MDB/AL) na pasta dos Transportes, e que a escolha de Moka também visa as eleições de 2026.

“Nós temos uma aliança, um combinado para apoiar a reeleição do governador Eduardo Riedel (PSDB), mas pensamos nas vagas de senador, deputados federais e estaduais em 2026”, afirma Mochi.

Em relação às eleições municipais de 2024, Mochi ponderou que a aliança com os tucanos existe, porém, onde o MDB tiver um nome competitivo, vai ter candidato.

“Estamos fazendo pesquisa em todo estado, em Campo Grande a conversa ficou marcada para abril ou maio, quando já tiver fechado as janelas e resolvido outras questões”, argumenta.

Questionado pela reportagem sobre a pré-candidatura do ex-governador André Puccinelli, Mochi reafirmou que isso será resolvido ano que vem e que se o partido acreditar que tem competitividade, o nome será apresentado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias