A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

03/10/2019 09:38

Em fórum, estados discutem excesso de exigência para Fundo de Segurança

O governador Reinaldo Azambuja vai participar do Fórum de Governadores, em Brasília, na próxima terça-feira (8)

Fernanda Palheta e Leonardo Rocha
Em Aquidauana, governador participa do gabinete itinerante e atendeu prefeitos da região (Foto: Paulo Francis)Em Aquidauana, governador participa do gabinete itinerante e atendeu prefeitos da região (Foto: Paulo Francis)

A distribuição do Fundo Nacional de Segurança Pública será um dos temas discutidos durante o Fórum dos Governadores. O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), participará da reunião na próxima terça-feira (8), em Brasília.

Durante o gabinete itinerante em Aquidauana, cidade a 135 quilômetros de Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (3), Azambuja adiantou que o tema entrou na pauta a pedido do secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa.

Segundo o tucano, os estados entendem que existe um excesso de exigências e em troca o governo federal está contribuindo pouco.

Para receber o recurso estimado em R$ 13 milhões, Mato Grosso do Sul já atendeu aos critérios exigidos pelo governo federal. Em setembro, Reinaldo sancionou três leis estaduais que criam o fundo, conselho e política estadual de segurança.

Azambuja ainda afirma que entende o momento que o governo passa. “O governo está passando por dificuldade fiscal e diante de uma retração da economia mundial, além dos próprios problemas locais no Brasil”, disse. “O que a união puder ajudar os estados será bem-vindo. Com a soma de esforços você reduz a demanda”, completou.

 

Reunião – Apesar da discussão sobre a distribuição do fundo, Azambuja ressalta que existe um diálogo entre Mato Grosso do Sul e o Governo Federal.

“Temos um diálogo com a união em relação a temas importantes como seção onerosa do Pré-sal, recursos do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] e da partilha da Lei Kandir, que é um compromisso do Paulo Guedes”, aponta. Durante a reunião outras pautas serão defendidas em Brasília.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions