A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/11/2010 22:57

Emendas da bancada federal somam R$ 1,4 bilhão para 2011

Redação

Entregue na noite desta quarta-feira aos membros da Comissão Mista de Orçamento, o relatório das emendas dos deputados e senadores ao Orçamento da União de 2011 tem propostas de investimentos em Mato Grosso do Sul no valor total de R$ 1,4 bilhão.

A entrega foi feita pelo coordenador da bancada, senador Delcídio Amaral (PT), ao presidente da comissão, o também sul-mato-grossense Waldemir Moka (PMDB).

"Conforme havíamos antecipado, trabalhamos em sintonia para contemplar as maiores necessidades do Estado, prevendo investimentos em rodovias, ferrovias, infraestrutura urbana, construção de espaços culturais, complexos esportivos e também na diversificação do sistema produtivo, aproveitando o bom momento que Mato Grosso do Sul vive hoje. Tudo foi feito de forma articulada com o governo estadual, que discutiu conosco a elaboração das 15 emendas definidas esta semana", afirmou o congressista.

Para Delcídio, "agora é batalhar politicamente para que a Comissão de Orçamento acate as emendas e as inclua no Orçamento do ano que vem".

Entre as emendas estão previstos R$ 600 milhões para a duplicação e restauração da BR 163, uma das rodovias de maior índice de acidentes em Mato Grosso do Sul.

A bancada quer ainda R$ 100 milhões para a construção de um novo trecho da BR 419 e R$ 80 milhões para manutenção da BR 376, no trecho entre a saída de Dourados e o Nova Andradina.

Outras obras rodoviárias propostas para 2011 são: manutenção da BR 262 e a construção da travessia urbana na altura do município de Terenos, para as quais os deputados e senadores pedem R$ 128 milhões , além da pavimentação da estrada Sul Fronteira, entre Ponta Porã e Sete Quedas, contemplada com R$ 80 milhões.

Os parlamentares querem R$ 60 milhões para a construção do contorno ferroviário de Três Lagoas , R$ 25 milhões para a instalação de campus universitário em Paranaíba, R$ 100 milhões para o Programa Promeso, de Dourados e R$ 50 milhões para construir um Complexo Olímpico no Parque Ayrton Senna, em Campo Grande.

Os investimentos não acabam por aí. Os congressistas querem R$ 30 milhões para obras de infraestrutura urbana na capital, R$ 25 milhões para a construção de espaços culturais em diversos municípios, R$ 120 milhões para desenvolver a cadeia produtiva da pesca e R$ 60 milhões destinados a financiar projetos produtivos de consórcios municipais em diferentes regiões do estado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions