A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

14/12/2018 15:24

Emocionado e após 36 anos de vida pública, Moka se despede do Senado

Senador sul-mato-grossense diz encerrar “com dignidade” sequência de oito mandatos consecutivos, agradece apoios e faz apelo aos brasileiros

Humberto Marques
Moka foi o relator do orçamento da União para 2019, sua última missão antes de encerrar sequência de oito mandatos. (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)Moka foi o relator do orçamento da União para 2019, sua última missão antes de encerrar sequência de oito mandatos. (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

O senador Waldemir Moka (MDB) entregou na noite desta quinta-feira (13) o relatório final da proposta de Orçamento da União para 2019, que ficou sob sua responsabilidade neste ano. Durante o ato, visivelmente emocionado, o parlamentar também se despediu dos colegas –ele não se reelegeu na disputa em outubro, ficando em terceiro lugar– e fez um apelo para que o país não coloque em uma “vala comum”, referência à forma com a qual a classe política como um todo vem sendo tratada.

Moka está há 36 anos na vida pública, na qual respondeu por oito mandatos consecutivos: foi vereador em Campo Grande, três vezes consecutivas deputado estadual, mais três mandatos deputado federal e, finalmente, senador –sua última eleição disputada, em 2010. Sempre filiado ao PMDB (atual MDB), ocupou cargos importantes, como nas comissões de Assuntos Econômicos e de Assuntos Sociais do Senado e, neste ano, a relatoria do Orçamento da União de 2019.

Ainda no Congresso, figurou com frequência em levantamentos de destaque. Neste ano, voltou a aparecer na lista de “cabeças” do Congresso, elaborada pelo Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar), que o colocou como um importante articulador no parlamento. Também foi citado em estudos sobre atuação parlamentar da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e no Ranking dos Políticos, do Congresso em Foco.

Despedidas – Ao relatório e agradecer à colaboração da Consultoria-Geral do Congresso na elaboração do texto do Orçamento, e aos funcionários de seu gabinete, Moka agradeceu ao apoio dos colegas do Congresso e fez uma breve visita a sua carreira pública, na qual, reiterou, nunca foi alvo de ações de processos.

“São 36 anos de vida pública, de vereador, deputado estadual de três mandatos, deputado federal de três mandatos e um de senador. Nunca respondi a nenhum processo na minha vida pública. Nunca fui acusado de nada”, afirmou, dizendo deixar o Congresso “de cabeça erguida”.

Na sequência, deixou um recado à sociedade. “Peço à população que analise. Colocar todo mundo numa vala comum não é o melhor objetivo para este país, certamente não será”, disse, dirigindo-se em seguida à população sul-mato-grossense, que lhe deu os oito mandatos consecutivos, “que quero encerrá-los aqui com muita dignidade e agradecendo a cada um daqueles companheiros ao longo de uma vida de trabalho que sempre honrei e dignifiquei”.

Confira abaixo o vídeo da despedida de Moka:



O que fez de útil para nosso Estado??????
 
wilson de jesus machado miranda em 14/12/2018 19:23:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions