A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

30/04/2017 09:43

Empresário Eike Batista deixa prisão no Rio após três meses em Bangu

Priscilla Peres
Empresário  foi preso em janeiro e solto hoje. (Foto: Luciano Belford/Framephoto/Estadão Conteúdo)Empresário foi preso em janeiro e solto hoje. (Foto: Luciano Belford/Framephoto/Estadão Conteúdo)

Após decisão expedida pela Justiça Federal do Rio de Janeiro ontem, o empresário Eike Batista deixou a prisão na manhã deste domingo (30). Ele aguardará julgamento em sua residência localizada no Jardim Botânico, bairro nobre do Rio.

A decisão de prisão domiciliar foi dada ontem, durante plantão judiciário, pelo juiz federal Gustavo Arruda Macedo. Na sexta-feira (28), o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, mandou soltar o empresário que estava preso desde janeiro deste ano.

Segundo informações da Folha de SP, o empresário deixou o complexo prisional de Bangu por volta das 9h20 (horário de Brasília) de hoje. Apesar de poder ir para casa, Eike terá de cumprir restrições impostas pela Justiça.

Entre elas, o empresário terá de se afastar da administrar as empresas do Grupo X, também não pode manter contato com réus da Lava Jato e nem viajar para fora do país. Seu passaporte deve ser entregue à Justiça, conforme a Folha de SP.

As investigações apontam que Eike teria repassado US$ 16,5 milhões em propina ao então governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), por meio de contratos fraudulentos com o escritório de advocacia da mulher de Cabral, Adriana Ancelmo, e uma ação fraudulenta que simulava a venda de uma mina de ouro, por intermédio de um banco no Panamá.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions