A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/09/2011 10:17

Empresários pedem diminuição de impostos e bancada federal cobra reforma tributária

Vinícius Squinelo

Reunião na Associação Comercial marcou lançamento de Comissão para discutir assuntos tributários em MS

Ao lado de senadores e deputados, André anuncia a criação da Comissão Permanente de Assuntos Tributários (foto: Divulgação)Ao lado de senadores e deputados, André anuncia a criação da Comissão Permanente de Assuntos Tributários (foto: Divulgação)

Responsáveis por 52% da renda de Mato Grosso do Sul, 79% dos empregos e 68% da arrecadação, representantes do setor empresarial do Estado cobraram na manhã de hoje, em reunião na Associação Comercial, no centro de Campo Grande, uma diminuição da carga tributária.

O encontro, que reuniu autoridades e empresários de MS, teve como marco o anúncio, pelo governador André Puccinelli (PMDB), da criação da Comissão Permanente de Assuntos Tributários, órgão que será vinculado à Secretaria de Fazenda do Governo Estadual.

A Comissão será responsável por discutir e encontrar soluções no que se refere à arrecadação de impostos no Estado, além de outros assuntos.

“Temos que achar um equilíbrio, não podemos deixar o Governo sem a arrecadação, e também temos que diminuir impostos para os empresários, incentivar o setor em MS”, comentou Roberto Oshiro, primeiro-secretário da Associação Comercial de Campo Grande.

Enquanto os empresários regionais cobram desoneração tributária, a bancada federal de MS lembra que a maior porte dos impostos é arrecadado pelo Governo Federal, e se faz necessária uma reforma em todo o Brasil.

“De cada R$ 100 arrecadados, R$ 66 ficam com a União, o que temos que fazer é discutir uma reforma tributária no Brasil, para equalizar um pouco a situação”, afirmou o senador Waldemir Moka (PMDB). “Um novo pacto federativo é imprescindível. Hoje, os Estados só tem o ICMS, se abaixar isso, o Mato Grosso do Sul, por exemplo, vai falir”, completou outro peemedebista, o deputado estadual Eduardo Rocha, que faz parte da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo da Assembleia Legislativa.

Também presente na reunião com os empresários, o senador Delcídio do Amaral (PT), partidário da presidente Dilma Rousseff, comentou que é “importante reduzir a carga tributária em Mato Grosso do Sul como meio de atrair novas empresas”.

Segundo representante da Associação Comercial da Capital, a Comissão Permanente de Assuntos Tributários deve ser regulamentada nos próximos 60 dias, e começará os trabalhos ainda neste ano.

Empresários apresentam reivindicação ao governador e bancada federal na 2ªfeira
Evento é parte da sequência de reuniões entre empresários e bancada federalEmpresários e entidades ligadas ao comércio estarão reunidos na próxima s...
Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions