A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/07/2009 11:24

Escutas: família Uemura "agilizava" processos na CEF

Redação

As gravações feitas pela Polícia Federal de conversas telefônicas de membros da família Uemura e de integrantes da administração do ex-prefeito Laerte Tetila (PT) e do atual prefeito, Ari Artuzi (PDT), mostram que a organização criminosa, acusada de fraudar licitações e corromper servidores para monopolizar serviços públicos, agia até mesmo na Caixa Econômica Federal.

Uma das gravações mostra um diálogo entre Sizuo Uemura Filho, o "Dinho", e uma pessoa identificada como Esteves, sobre a "agilização" de um processo no banco federal.

A negociata fica clara durante ligação entre Dinho e Esteves, no dia 4 de maio de 2009:

- Pronto.

-

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions