A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/03/2009 07:45

Estudo revela cota extra para deputados estaduais

Redação

A Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul tem cota máxima mensal de R$ 25 mil para gastos de cada um dos 24 deputados estaduais. O Estado é um dos citados em estudo divulgado pelo jornal Folha de São Paulo.

A cota custeia gastos com o gabinete e exercício do mandato, como ocorre no Senado e na Câmara Federal.

O levantamento mostra os Estados onde os deputados têm direito a uma cota de gastos que ultrapassa o valor da verba indenizatória da Câmara dos Deputados, que é de R$ 15 mil mensais.

Alagoas é o Estado com o valor mais alto. Cada um dos deputados pode gastar até R$ 39 mil por mês com despesas de custeio: combustível, telefone, transportes, divulgação e escritórios políticos. Em Santa Catarina, a verba é de R$ 38 mil. A seguir, vêm Paraná (R$ 27 mil). Mato Grosso do Sul não figura neste ranking porque não utiliza o sistema de verba indenizatória.

O levantamento mostra que Espírito Santo é uma dos que mais limitam os gastos dos deputados estaduais. A cota por deputado é de até R$ 7.800 por mês. No valor estão incluídos gastos com diárias, passagens, combustível, celular e correio.

Apenas cinco Casas publicam nos sites o gasto mensal de cada deputado: São Paulo, Espírito Santo, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Bahia. Nenhuma Assembléia Legislativa divulga notas ou nome dos fornecedores.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions