A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/01/2013 08:22

Ex-prefeito é condenado à prisão, ao pagamento de multa e fica inelegível

Ele é acusado de desvio de verbas públicas e de dispensa indevida de licitação. Cabe recurso à decisão

Nadyenka Castro e Aline dos Santos
Dilson Deguti, ex-prefeito de Fátima do Sul.Dilson Deguti, ex-prefeito de Fátima do Sul.

O ex-prefeito de Fátima do Sul, Dilson Deguti Vieira (PMDB), foi condenado à prisão, ao pagamento de R$ 451.918,51 em multa e também proibido de exercer função pública, seja por nomeação ou eleição. Cabe recurso à decisão.

De acordo com o MPE (Ministério Público Estadual), entre os anos de 2000 e 2004, durante o segundo mandato como chefe do Executivo de Fátima do Sul, distante 246 quilômetros de Campo Grande, Dilson Deguti praticou quatro vezes os crimes de dispensa indevida de licitação e de desvio de rendas públicas em proveito próprio ou alheio.

Decisão do juiz da 1ª Vara da comarca, Bonifácio Hugo Rausch, condenou o ex-prefeito a seis anos, oito meses e 15 dias de prisão em regime inicialmente semiaberto, ao pagamento de R$ 421.918,51 e a ficar inabilitado, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou nomeado.

Na mesma ação penal também foi condenado pela prática dos mesmos crimes, Leonir Pereira Zuleger, o qual ocupava na administração de Dilson Deguti o cargo de tesoureiro da Prefeitura.

Leonir Pereira foi condenado a cinco anos e nove meses de prisão em regime semiaberto, 270 dias-multa, indenizar, solidariamente com Dilson, o dano causado ao erário no valor inicial de R$ 421.918,51, além de ficar inabilitado, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou nomeado.

"No meu sentir, está provado nos autos que se utilizaram de notas fiscais frias em nome de duas empresas, quais sejam, Aoki Ltda e Só Volkswagen Ltda, ambas voltadas à venda de peças automotivas, simulando compras de peças para veículos, que na verdade nunca chegaram à Prefeitura", declarou o magistrado na sentença.

Os réus somente foram absolvidos da acusação de lavagem de dinheiro, uma vez que de acordo com a sentença, tal imputação não restou comprovada.

Tanto Dilson como Leonir já haviam sido condenados, em decisão definitiva proferida pelo Superior Tribunal de Justiça, nos autos de ação civil pública, pela prática dos mesmos crimes.

De acordo com o Promotor de Justiça Fernando Jamusse, responsável pela ação penal e pela defesa do patrimônio pública no município de Fátima do Sul, da sentença cabe recurso ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Na ação, Dilson Deguti Vieira negou categoricamente as acusações. Declarou que não utilizou dinheiro público para "qualquer tipo de pagamento de contas pessoais", que o dia a dia da Prefeitura era tocado pelos secretários, nos quais tinha confiança, e que só assinava o que já vinha pronto dos secretários.

Leonir Pereira Zuleger alegou à Justiça que não tinha autonomia quanto às despesas ocorridas durante sua gestão como tesoureiro do município e se disse inocente em relação à todas as acusações.



dr.Dilson que Deus te protega nos momentos dificieis na sua vida e familiares vc p o povo de fatima do
sul foi um bom prefeito e um bom medico fica com deus.
 
juraci vieira em 31/01/2013 08:45:35
Sou moradora de Fatima do sul.. E para nos menos favorecidos ele foi um exelente prefeito para mim sao apenas calúnias..quero dizer mais,,estive ai em Dourados no hospital da vida com minha mae na UTI...E se nao fosse ele da uma mao pra gente nao sei o que seria da gente..Força Dr Dilson nos de fatima do sul estamos torcendo por vc,,continue sendo esta pessoa humilde e no mais Deus o ajudara

 
sandra candido da silva em 29/01/2013 16:37:15
dr dilson fe em Deus meu irmao nos de fatima do sul sabemos da sua capacidade e da sua honestidade e sabemos tambem que voce foi um grande prefeito da nossa cidade sendo assim deus esteja contigo em todos os momentos dificeis cre nele e tudo sera resolvido da maneira em que sua honestidade vale Deus esta contigo va a luta
 
rodrigo meneses em 29/01/2013 09:50:24
Muito boa a atuação da justiça! Esperamos que o mesmo ocorra com os "grandes" Brasília.
 
Lucas Andrade em 29/01/2013 09:33:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions