ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 32º

Política

“Exaltei-me diante das más intenções da candidata”, diz Kemp sobre barraco no PT

Candidato a prefeito diz que foi acusado de ser injusto na distribuição dos recursos partidários

Por Aline dos Santos | 29/10/2020 07:48
Pedro Kemp (de camisa azul) e Karla Cânepa (à direita) discutem sobre verba de campanha. (Foto: Reprodução)
Pedro Kemp (de camisa azul) e Karla Cânepa (à direita) discutem sobre verba de campanha. (Foto: Reprodução)

Candidato a prefeito de Campo Grande, o deputado estadual Pedro Kemp (PT) divulgou nota sobre o vídeo em que aparece discutindo com Karla Cânepa, candidata a vereadora pelo mesmo partido.

No vídeo, aparentemente feito às escondidas, o candidato aparece exaltado, gritando com a colega de partido e chamando Cânepa de “cínica” enquanto é contido por outros homens.

“Exaltei-me diante das más intenções da candidata, que reafirmava suas falsas acusações, pois durante toda minha vida pública nunca aceitei injustiças. Após feitos os esclarecimentos, inclusive que da parte dos recursos que me cabia opinar fiz a defesa da distribuição igual para todos, pedi desculpas a ela e a todos os presentes pela forma como reagi às suas acusações. Fui surpreendido 24 horas depois com esse vídeo editado e mal-intencionado, que omite meu pedido de desculpas e a conclusão da nossa conversa”,  diz a nota divulgada à imprensa.

Kemp afirma que foi acusado de ser injusto na distribuição dos recursos partidários e que a candidata, desde o início da campanha, faz falsas acusações e fomenta clima de desconfiança no grupo da chapa proporcional.

“Ciente das acusações inverídicas e difamatórias da candidata, após tentativa frustrada de diálogo via telefone, avisei sua assessoria que iria ao seu encontro. Dirigi-me ao seu comitê eleitoral, local público e onde a mesma se encontrava com seus assessores, com o objetivo de esclarecer a verdade”, diz o candidato a prefeito.


De acordo com o irmão da vereadora, Thiago Cânepa Amorim, Pedro Kemp foi ao local tirar satisfações com a candidata após postagem dela em um grupo de WhatsApp que reúne candidatos a vereadores do PT.  A briga aconteceu na terça-feira.

Karla Cânepa teria compartilhado “as informações divulgada pela transparência do TSE com os valores do fundo partidário, algo em torno de 500 mil reais, que favorecem apenas 8 dos 43 candidatos a vereadores do PT em Campo Grande/MS”, diz Thiago em postagem no Facebook.

“Deixa eu falar, cacete, posso falar? Posso explicar? Não sou eu que distribui dinheiro do PT”, se defende Kemp. “Você não vai destruir a minha história. Você vai retirar essas palavras que você colocou no grupo”, ele grita.

No ponto seguinte do vídeo, após corte de edição, Pedro Kemp já aparece em pé, sendo contido por três homens enquanto chama a vereadora de cínica por diversas vezes e manda novamente ela apagar a postagem.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário