ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 25º

Política

Gaeco investiga esquema que usa posto de combustível para desviar dinheiro

A operação Combustão cercou a prefeitura de Ribas do Rio Pardo e faz buscas na casa do prefeito Paulo Tucura

Por Aline dos Santos | 12/05/2020 09:12
Posto de combustíveis Bonanza, da Taurus, em Ribas do Rio Pardo, foi alvo de operação nesta terça-feira. (Foto: Rio Pardo News)
Posto de combustíveis Bonanza, da Taurus, em Ribas do Rio Pardo, foi alvo de operação nesta terça-feira. (Foto: Rio Pardo News)

A operação Combustão, deflagrada hoje pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), investiga esquema para desviar dinheiro público a partir de contratos de aquisição de combustíveis.

Por meio de abastecimento fraudulento, valores eram retirados em espécie no posto de combustíveis que integrava o núcleo criminoso. O MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) não informou o nome do estabelecimento comercial.

Mas, na manhã desta terça-feira, policiais cumprem mandado de busca e apreensão no Posto Bonanza, da bandeira Taurus, às margens da BR-262, no perímetro urbano de Ribas do Rio Pardo, a 90 km de Campo Grande.

O posto é do empresário Rinaldo Nunes, que em 2014 chegou a ser preso em operação que investigou a “farra das diárias” na Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo. Equipes também foram à residência do empresário nesta manhã.

Hoje, o Gaeco cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do prefeito Paulo Cesar Lima Silveira, o Paulo Tucura (DEM); do vice-prefeito Luiz Dutra; do ex-secretário de Administração, Aníbal Júnior; e do ex-diretor da secretaria de Obras, Paulo Roberto Santana.

Prefeito de Ribas do Rio Pardo, Paulo Tucura teve visita do Gaeco hoje. (Foto: Rádio 90,7 FM)
Prefeito de Ribas do Rio Pardo, Paulo Tucura teve visita do Gaeco hoje. (Foto: Rádio 90,7 FM)

A operação tem 17 mandados de busca autorizados pelo TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

As ordens judiciais são cumpridas em Ribas do Rio Pardo, Campo Grande, Dourados e São Gabriel do Oeste. A ação tem apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Nesta terça-feira, duas pessoas foram presas em flagrante por posse irregular de arma de fogo.  A prefeitura de Ribas do Rio Pardo informou que vai se posicionar sobre a operação em nota, que será divulgada durante o dia.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário