A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/01/2013 08:06

Governador vai a lançamento de campanha no Comando Geral da PM

Francisco Júnior

O governador André Puccinelli (PMDB) participa nesta segunda-feira (14), às 15 horas, do lançamento da campanha “Reaja Brasil”, que irá ajudar a colher assinaturas para proposta de emenda à Constituição Federal, Código Penal e Lei de Crimes Hediondos do movimento Reaja São Paulo. A iniciativa é da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

A solenidade vai ser realizada no auditório do Comando-Geral da Polícia Militar, no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

O objetivo da campanha é recolher apoio para o projeto que prevê aumento da pena dos crimes cometidos contra servidores da segurança pública – Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícias Civis, Polícias Militares, Corpo de Bombeiros Militares – bem como Guardas Municipais, Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e agentes do Sistema Penitenciário no exercício de suas funções ou em razão dela. A agravante também incide quando o crime é praticado contra cônjuge, ascendente, descendente, irmão, tio ou sobrinho na intenção de intimidar o servidor.

O movimento que começou em São Paulo, em outubro do ano passado, é uma resposta aos criminosos e forma de valorização do profissional da segurança pública e da Justiça. A iniciativa do deputado estadual teve como principal justificativa o grande número de crimes cometidos contra profissionais da segurança pública e foi prontamente apoiada no Mato Grosso do Sul.

Os cidadãos podem conhecer melhor a proposta e assinar o abaixo-assinado virtualmente no endereço eletrônico: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=REAJA. A PMMS ainda irá disponibilizar em suas unidades, por todo Estado, o abaixo-assinado para que as pessoas adiram à proposta assinando pessoalmente.

Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


Eu não legitimo essa campanha e nem o uso que autoridades, que não me representam, fazem dela. Não adianta proteger a polícia e a polícia continuar oprimindo a sociedade. Não adianta diminuir a menoridade penal e superlotar as penitenciárias enquanto os valores morais e éticos para o bem comum não sejam revistos. Defendem o fim da impunidade, mas os criminosos políticos permanecem livres.
 
Fernanda Serafim em 15/01/2013 09:59:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions