A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/07/2015 17:32

Governadores criam fórum e Reinaldo prevê mais poder em decisões federais

Lidiane Kober
Reinaldo foi à Goiânia ajudar a criar o Fórum do Brasil Central (Foto:Divulgação/Assessoria/Chico Ribeiro)Reinaldo foi à Goiânia ajudar a criar o Fórum do Brasil Central (Foto:Divulgação/Assessoria/Chico Ribeiro)

Na frente de ministro da presidente Dilma Rousseff (PT), governadores do Centro-Oeste e do Tocantins lançaram, nesta sexta-feira (3), em Goiânia, o Fórum do Brasil Central para elevar a competitividade e fortalecer o desenvolvimento econômico da Região Central do País. A novidade, na opinião do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), vai elevar o poder de participação dos estados nas decisões do Planalto.

“Os Estados tem de participar das discussões e definições de prioridades do Governo Federal. Este bloco possibilitará este movimento”, destacou, durante o encontro. Ele ressaltou ainda que os Estados do Brasil Central vem respondendo de forma positiva ao cenário de crise econômica que passa o País. “O fomento ao empreendedorismo regional, com a criação do bloco, possibilitará uma resposta ainda maior”, completou.

Ainda no encontro, Reinaldo defendeu a importância da Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste) e cobrou sua revitalização. “Vamos trabalhar para rediscutir o papel da Sudeco e buscar sua revitalização, que é muito importante para os Estados do Centro-Oeste”, comentou.

A ideia, segundo governador de Goiás, Marconi Perillo, é dar força e rumo à superintendência. “Proporemos à Sudeco, revitalizada, enfrentar as grandes desigualdades que persistem dentro de nossa região e de nossos Estados e o Distrito Federal. Entretanto, não nos limitaremos às iniciativas de âmbito federal. Os próprios Estados e o Distrito Federal decidirão, com base em suas realidades e suas aspirações, a participação em nosso movimento”, disse.

Criado por sugestão do ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger, que participou do encontro de hoje, o bloco manterá reuniões mensais até o fim de 2015. A próxima reunião está agendada para o dia 7 de agosto, em Cuiabá (MT). Mato Grosso do Sul vai sediar encontro do bloco dia 2 de outubro.

Também ficou definido que o movimento vai trabalhar no desenvolvimento de setores estratégicos para o desenvolvimento dos Estados da região. Os seis eixos, aprovados por unanimidade, são agropecuária, logística, industrialização, educação, empreendedorismo e inovação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions