A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

12/01/2019 09:06

Governo confirma segundo escalão e nomeações de comissionados

Edição do Diário Oficial do Estado foi publicada neste sábado trazendo relações de funcionários contratados, diretores-presidentes e adjuntos

Humberto Marques
Governadoria providenciou divulgação da lista de servidores comissionados e ocupantes de cargos de segundo escalão. (Foto: Arquivo)Governadoria providenciou divulgação da lista de servidores comissionados e ocupantes de cargos de segundo escalão. (Foto: Arquivo)

Foram publicadas em edição extraordinária do Diário Oficial de Mato Grosso do Sul, neste sábado, a lista de nomeações de servidores públicos comissionados, inclusive integrantes do segundo escalão da administração do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A lista foi divulgada pouco mais de uma semana depois de os secretários de Estado, responsáveis pelas designações, receberem do chefe do Executivo estadual orientação para efetuarem cortes no quadro de pessoal, mantendo apenas os nomeados que considerassem “imprescindíveis” para o exercício da função.

Reinaldo havia apontado que a intenção era providenciar um corte de 25% nos gastos com comissionados. De cerca de 2,1 mil cargos disponíveis, 1,9 mil estavam ocupados no fim de 2018 –e igual número foi nomeado agora.

A lista traz poucas novidades em relação à composição das chefias de órgãos no primeiro mandato do tucano –que, conforme antecipou o Campo Grande News, avalia estar à frente de um time que apresentou resultados positivos durante um cenário de crise. Desta forma, trabalhou com a expectativa de realizar “pequenos ajustes”, ao mesmo tempo em que fosse enxugado o número de nomeações.

As nomeações deste sábado envolveram secretários-adjuntos e presidentes de fundações, além dos staffs que trabalharão em alguns dos órgãos. Ivanildo da Silva da Costa e Márcio André Batista de Arruda, por exemplo, forma confirmados procuradores-gerais adjuntos do Estado; enquanto Édio Antonio Rezende de Castro assumiu como secretário-adjunto de Educação.

Ricardo Senna teve garantida sua recondução para o posto de secretário-adjunto da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar); e Marina Gaidarji fica como controladora-adjunta da Controladoria-Geral do Estado.

Também foram confirmadas novidades quanto a chegada de novos colaboradores à gestão estadual. Ex-vereador de Campo Grande, Flávio César Mendes de Oliveira será secretário-adjunto na Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica, estando subordinado ao titular da pasta, Eduardo Riedel.

Fundações – Também foram definidos os comandos de quase todas as fundações. Bosco Martins segue à frente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul). “Agradeço a oportunidade dada pelo governo para continuarmos no cargo, resultado do trabalho que desenvolvemos com toda a equipe nos últimos quatro anos que permitiu conquistas como, por exemplo, a digitalização e expansão da TVE Cultura”, destacou ele.

Bruno Wendling na Fundação de Turismo do Estado; e Marcelo Miranda continua na Fundesporte (Fundação do Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul). A Funtrab-MS (Fundação do Trabalho do Estado) fica com Clistiano Fernandes Alves; enquanto Márcio Eduardo de Souza Pereira responderá pela Fundação de Serviços de Saúde.

Já a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul teve a indicação de Carine Beatriz Giaretta para o cargo de diretora-presidente interina. A FCMS havia sido reservada para o ex-secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, que havia recusado o cargo –tendo seu nome defendido por representantes do setor. A ex-deputada estadual Mara Caseiro, porém, deve ficar com o comando da entidade, inclusive já participando de reuniões referentes ao Carnaval deste ano.

Wilton Paulino Junior é o diretor-presidente da Fundação Escola de Governo. Com as funções movidas para a Segov, a Subsecretaria de Estado de Cidadania será chefiada por Luciana Cassia de Azambuja Roca –que comandava a Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres. Silvana Albuquerque foi mantida como subsecretária de Políticas Públicas para a População Indígena.

Maria do Carmo Avesani Lopes também foi reconduzida para a Agehab (Agência Estadual de Habitação Popular). Nilton Pinto Rodrigues foi nomeado diretor-presidente da AEM-MS (Agência Estadual de Metrologia, o Inmetro estadual). Ex-secretário de Estado de Infraestrutura e ex-diretor-presidente da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) foi lotado na Secretaria de Estado de Governo. A Seinfra já está sob o comando do vice-governador Murilo Zauith (DEM).

Semagro – Na Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), André Nogueira Borges teve o nome confirmado; e Luciano Chiochetta teve confirmada a permanência na Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal). Ainda no âmbito da Semagro, Ricardo Eboli também continua no comando do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul); e a Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul) será dirigida por Augusto César Ferreira de Castro.

Na Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) segue sob o comando de Aud de Oliveira Chaves.

Embora a chefia do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) ainda não tenha sido definida, Francisco Libório Silveira foi indicado como diretor-adjunto e diretor-presidente interino. Conforme apurou a reportagem, é forte o movimento para que Luiz Rocha, atual diretor-presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), comande o departamento.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions