A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

17/09/2015 13:44

Governo envia projeto que fixa quadro efetivo e promoções na PM

Leonardo Rocha
Representantes da PM e do Corpo de Bombeiros estiveram na sessão para pedir apoio aos deputados sobre projetos (Foto: Fernando Antunes)Representantes da PM e do Corpo de Bombeiros estiveram na sessão para pedir apoio aos deputados sobre projetos (Foto: Fernando Antunes)

O governo estadual enviou para Assembleia Legislativa, projetos que regulamentam os quadros efetivos e promoções da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, estabelecendo a abertura de novas vagas. As propostas vão seguir em regime de urgência, e devem ser votadas já na semana que vem.

Representantes de policiais e bombeiros estiveram na sessão de hoje (17), na Casa de Leis, para conversar com os deputados e pedir apoio na votação dos projetos, que segundo o líder do Governo, o deputado Rinaldo Modesto (PSDB), já podem ser votados na semana que vem, com o acordo dos líderes partidários.

“Era para estes projetos chegarem em agosto, mas foi feito um estudo antes na PM para fixação de efetivo, e assim abrir espaço para promoções na carreira, por isso vai seguir em regime de urgência”, disse Rinaldo.

O presidente da ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), Edmar Soares da Silva, explicou que tanto aos Bombeiros, como na PM, deve sse encaminhar a cada quatro anos, um projeto sobre a fixação do quadro funcional, que vai permitir a abertura de vagas para as promoções.

“Nós poderemos ter 600 novas promoções para cabo, nos próximos quatro anos, assim quando um soldado é promovido, abre vaga para contratar, para que não fique com falta no quadro de funcionários. Existe este ciclo, pois também perdemos com as aposentadorias”, ponderou.

Ele ainda revelou que articula com o governo estadual, o envio de uma outra proposta em que cabos e 3° sargentos poderão ser promovidos pelo critério de antiguidade, sem precisar disputar vaga e sim de forma automática. “Foi um compromisso que o executivo fez conosco, agora apenas esperamos a concretização”.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions