A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

16/08/2017 12:12

Governo fará novo repasse à prefeitura para concluir obras do PAC

Dinheiro vai destravar projetos como ceinfs e pavimentação de algumas vias na Capital

Mayara Bueno
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD),
com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), durante agenda nesta terça-feira, 16. (Foto: Marcos Ermínio).Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), durante agenda nesta terça-feira, 16. (Foto: Marcos Ermínio).

No dia 22 de agosto, Governo de Mato Grosso do Sul, Prefeitura de Campo Grande e Câmara Municipal vão assinar acordo que prevê repasse de dinheiro do Estado, para o município dar como contrapartida em obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante a entrega da rotatória das avenidas Mato Grosso e Via Parque, na Capital, lembrou da agenda na próxima semana, dizendo que vai garantir pavimentação de alguns bairros.

Por enquanto, prefeitura e Estado evitaram dizer quanto será repassado, afirmando que os valores ainda estão sendo fechados.

Mas, durante visita que os vereadores fizeram ao governador, em junho deste ano, justamente para pedir dinheiro de contrapartida, Reinaldo Azambuja disse que poderia ajudar entre “R$ 60 a R$ 80 milhões”. No total, o município precisa dar R$ 400 milhões.

“Estamos fechando estes valores e na terça-feira vamos anunciar”, disse o secretário municipal de Infraestrutura, Rudi Fiorese.

Ele explicou que o dinheiro do governo servirá para a prefeitura dar de contrapartida em obras financiadas pela CEF (Caixa Econômica Federal), citando como exemplo o asfaltamento do Bairro Nova Lima e do Complexo Nasser.

A assessoria do governo também afirmou que o montante que será repassado só será anunciado semana que vem.

Em junho - Um grupo de vereadores foi até Azambuja em 8 de junho deste ano, quando entregou uma lista de 21 empreendimentos do PAC, que, somado com os recursos que o município precisa dar, somam R$ 400 milhões.

O presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), citou, na ocasião, obras de Ceinfs (Centro de Educação Infantil), de infraestrutura e pavimentação.

Entre os obras de pavimentação constavam na lista: Jardim Seminário, Mato do Jacinto, Sírio Libanês, Vila Nasser. Além disso, projetos de infraestrutura no Anhanduí e do Córrego Bálsamo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions