A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/01/2012 17:06

Governo vai aumentar repasse para o TJMS e Ministério Público

Wendell Reis
Informação sobre aumento foi repassada pelo presidente da Assembleia, Jerson Domingos(Foto:Wendell Reis)Informação sobre aumento foi repassada pelo presidente da Assembleia, Jerson Domingos(Foto:Wendell Reis)
Santini alega que TJMS economizou 6 milhões em 2011(Foto:Wendell Reis)Santini alega que TJMS economizou 6 milhões em 2011(Foto:Wendell Reis)

O governador André Puccinelli (PMDB) se reuniu na manhã desta terça-feira (31) com os presidentes do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Luiz Carlos Santini, presidente do TCE (Tribunal de Contas do Estado), Cícero de Souza, Assembleia Legislativa, Jerson Domingos e do Ministério Público, procurador-geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira. Durante a reunião o governador decidiu aumentar o repasse para o TJMS e Ministério Público. A informação sobre o aumento foi repassada por Jerson Domingos.

Durante a reunião foi discutido o repasse do Governo para os poderes, o chamado duodécimo. O primeiro a sair da reunião no gabinete do governador foi Cícero de Souza. Ele declarou que não haveria aumento de ninguém e que até tentou pedir aumento do repasse, mas não conseguiu. “Faltando está. Mas, o que vai fazer? Este aí é difícil. Mas, ele também tem outros compromissos”, disse o presidente do TCE se referindo ao governador.

Luiz Carlo Santini saiu em seguida e declarou que o governador garantiu que manterá a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), alegando que o Judiciário economizou 6,1 milhões, gastando apenas R$ 385 dos R$ 391 milhões repassados. Questionado de que havia reclamado do repasse e que conseguiu economizar, Santini disse que o governador ajudou e aumentou o repasse de 6,8% para 7,2 em alguns meses para ajudar o Tribunal.

Último a sair da reunião, Jerson informou que haverá aumento para o Ministério Público e para o Tribunal de Justiça, mas preferiu manter sigilo sobre os repasses, dizendo que cabe ao governador a divulgação. O duodécimo é partilhado em 6,8% ao Tribunal de Justiça, 3,7% ao Ministério Público, 1,5% a Defensoria Pública, 2,7% para a Assembleia Legislativa e 2,% ao Tribunal de Contas do Estado.

Indicação TCE - O presidente do TCE informou que vai encaminhar ao governador nesta quarta-feira (1º) a lista com os três nomes indicados pelo Tribunal para assumir a vaga aberta com a saída de Paulo Saldanha. Quanto as próximas aposentadorias, Cícero disse que só deve acontecer daqui a dois anos, quando José Ancelmo se aposentará.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


A Secretaria de Informática do referido órgão agradece, assim poderá continuar a comprar produtos e não implantar, como tem feito nos últimos anos. Fica aí uma sugestão, fazer uma auditoria externa e independente na Secretaria de Informática do TJMS. Muita gente vai ficar de cabelo em pé com as surpresas que irão encontrar.
 
Ricardo Pereira em 31/01/2012 09:22:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions