A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

01/01/2019 17:03

Hashioka diz que desafio é manter folha de servidores do Estado em dia

Atualmente, são R$ 450 milhões destinados a folha de 75 mil servidores, entre ativos e inativos; meta é reduzir gastos

Silvia Frias e Leonardo Rocha
Hashioka irá assumir a Secretaria Estadual de Administração (Foto: Henrique Kawaminami)Hashioka irá assumir a Secretaria Estadual de Administração (Foto: Henrique Kawaminami)

O novo secretário de Administração, Roberto Hashioka, diz que assume a função com desafio de lidar com a folha de pagamento dos servidores, atualmente, em cerca de R$ 450 milhões pagos a 75 mil servidores, entre ativos e inativos. “Meta é continuar honrando pagamento em dia”.

Hashioka irá tomar posse no cargo daqui a pouco, em cerimônia no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, no Parque dos Poderes. Ele assume a pasta comandada anteriormente por Carlos Alberto Assis, que passa a exercer função especial dentro da Secretaria de Governo.

O novo secretário diz que fará levantamento dos concursos realizados e dará continuidade aos processos, mas, tendo atenção especial para não atingir o limite previsto na LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). Segundo ele, a ideia é manter "austeridade no setor, para gastar menos e diminuir despesas".

Em setembro de 2018, o governo estadual divulgou relatório em que apontava gastos totais com pessoal em 48% da RCL (receita corrente líquida, o total das receitas estaduais descontadas obrigações constitucionais –como repasses a municípios). O limite máximo da LRF é de 49% dessa receita, enquanto o prudencial é de 46,55% e o de alerta, 44,1%.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions