A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/04/2013 15:32

Herdeiro da vaga de Tita, Osvane Ramos só assume na próxima terça

Zemil Rocha
Sem experiência parlamentar, Osvane foi duas vezes prefeito de Dois Irmãos (Foto: Buriti News)Sem experiência parlamentar, Osvane foi duas vezes prefeito de Dois Irmãos (Foto: Buriti News)

O herdeiro da vaga do deputado estadual Diogo Tita (PPS), que renuncia amanhã para assumir o cargo de prefeito de Paranaíba, só deverá ocupar vaga na Assembleia Legislativa na próxima terça-feira, às 9 horas. O pecuarista Osvane Ramos (PT do B), primeiro suplente da coligação, da mesma forma que Tita, vai integrar a base de sustentação política do governador André Puccinelli (PMDB).

Esta será a primeira vez que Osvane Ramos exercerá mandato parlamentar. Sua participação na política começou por cargo executivo, em 1998, como prefeito de Dois Irmãos do Buriti. Releeito, ficou no cargo por oito anos, sempre filiado ao PT. Migrou, posteriormente, para o PT do B, disputando eleição para deputado estadual em 2010, quando obteve 11.422 votos.

Osvane Ramos ainda não tem prioridade definida para o mandato de deputado estadual. “Primeiro tenho de conhecer a Casa, conversar com os pares que estão ali, com longa experiência”, afirmou ele. Apesar disso, genericamente, garante que vai lutar pelo “desenvolvimento do Estado e pelo atendimento dos anseios da população”.

Quanto à participação nas comissões da Assembleia, Osvane disse que vai atuar nas mesmas que o atual titular da vaga, Diogo Tita, integra. Tita é vice-presidente de duas comissões: Controle de Eficácia Legislativa e Legislação Participativa e de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia. Ocorre, porém, que como Osvane é filiado ao PT do B, bancada que passa a ter três integrantes, poderão ocorrer mudanças nas comissões da Assembleia.

Ramos ainda não sabe se vai tentar a reeleição como deputado estadual no ano que vem. “Por enquanto só penso em trabalhar. Reeleição é conseqüência. Vou andar pelos 78 municípios do Estado e conhecer realmente fundo agora as dificuldades que cada um deles tem”, afirmou.

 

 



Olha que deve ser uma tarefa difícil de exercer no Brasil, a de Dep estadual, principalmente em MS.`´E tanto trabalho dedicação a população e outros, que a maioria dos eleitores nem sabe quem é deputado. Tanha a santa paciencia.
 
luiz alves em 24/04/2013 09:30:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions