A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/01/2012 13:26

Indicação de Teruel à Funasa é recebida como bofetada pelo PMDB

Wendell Reis

Mudança na Funasa pode provocar racha entre o partido e a presidenta Dilma Rousseff

Geraldo Resende afirma que já comunicou o fato a lideranças do partido e promete resposta dura(Foto: João Garrigó)Geraldo Resende afirma que já comunicou o fato a lideranças do partido e promete resposta dura(Foto: João Garrigó)

O PMDB de Mato Grosso do Sul já está se mobilizando para dar uma resposta à presidenta Dilma Rousseff (PT) em protesto à nomeação de Pedro Teruel (PT) na Superintendência Estadual da Funasa (Fundação Nacional de Saúde). O cargo era ocupado por Flávio Britto, indicado pela bancada federal do PMDB e ligado ao deputado Geraldo Resende (PMDB), de quem foi coordenador de campanha na eleição passada. Para o deputado, que é coordenador da bancada federal, a indicação pode ser comparada à uma "bofetada".

“Este acordo foi rompido, unilateralmente pelo Dr. Gilson (Gilson de Carvalho Queiroz, presidente nacional da Funasa), em um momento onde está todo mundo em recesso. É uma espécie de bofetada no PMDB nacional e do Mato Grosso do Sul, que tem quatro votos na Câmara Federal e um no Senado”.

Geraldo Resende revela que ficou sabendo da exoneração de Flávio Britto na noite de ontem (19) e imediatamente entrou em contato com lideranças do PMDB, relatando o fato. O senador Waldemir Moka (PMDB) também entrou em contato com lideranças do PMDB e relatou o caso ao líder do partido no Senado, Renan Calheiros.

Resende alega que já sabia que havia uma “conspiração” contra Britto, mas recebeu a garantia de que não haveria a exoneração. “Acredito que haverá uma resposta. Vamos dar uma resposta dura. Se entende que a bancada de MS não é importante neste processo, vamos dar resposta”.

O PT e o PMDB fizeram um acordo de permanência dos superintendentes regionais quando Gilson de Carvalho Queiroz assumiu a presidência nacional da Funasa. Ao indicar Gilson, a presidenta se comprometeu a manter os superintendentes estaduais do PMDB, o que foi rompido hoje com a indicação de Teruel. Resende acredita que o caso terá repercussão, tendo em vista que devem ocorrer mudanças na Funasa em outros estados.

Pedro Teruel vai comandar a distribuição de R$ 70 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento 2, da Fundação Nacional de Saúde (PAC2/Funasa), destinado a 28 municípios do Estado. O objetivo é promover melhorias no sistema de saneamento básico. Outros 18 municípios receberão cerca de R$ 64,2 milhões para implementação das redes de água e esgoto.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


tudo na vida tem seus alto e baixo, o nosso amigo Flavio da Costa Britto Neto , como coordenador da funasa fez um otimo trabalho na Funasa so que ele sozinho não te como melhorar a vida dos indios , porque a maioria deles so fica enchendo a cara de cachaça depois o Governo que paga a conta, isso e uma vergonha indigena.
 
geraldo de assis pereira em 23/01/2012 11:33:52
R$ 70 milhões, aí está a preocupação do PMDB estadual, fique tranquilo sr Geraldo Rersende, este dinheiro está em boas mãos, tenho certeza que será aplicado centavo por centavo, assim espero. Quem sabe agora a nossa saúde sai da UTI.


 
gloria aparecida em 23/01/2012 10:13:06
Independente das intenções e pretenções políticas partidárias nós população indigena estamos satisfeitos com a escolha de Pedro Teruel, acreditamos que ele olhará melhor as reais necessidade do povo indígena. Ele é preparado, mais humano e conhece melhor nossa realidade.
 
EDILSON PEREIRA DA SILVA em 20/01/2012 11:45:13
Ao se iniciar um estudo mais acurado da historia da política mais uma vez percebo que eficiência é uma palavra estranha e assustadora que não figura na cartilha da maioria dos políticos que não tem compromisso com a população, pois eles não entenderão que administrar nada mais é que gerenciar de forma clara e transparente os ideais voltados à coletividade separando o que é legal do moral nesse mom
 
idemar jonas de oliveira em 20/01/2012 11:07:15
Eu sempre digo, e repito: essa bancada não tem nenhuma força política !! Certamente Teruel, que é uma pessoa ética, fará melhor.
 
Diógenes Martins em 20/01/2012 06:42:24
A Funasa vai perder um profissional competente. Somente ver nos números a eficiência do seu trabalho. De qualquer forma, quero parabenizar o Flávio Britto frente à Funasa.
 
Augusto Mariani em 20/01/2012 06:10:59
Politico profissional quando perde uma boquinha,fica desesperado e só pensa em retalhiação,jamais no bem estar da população.Afinal o que se apurou na operação Uragano,era mentira ou verdade sobre este Deputado.
 
silvio areco em 20/01/2012 05:27:30
Está certo o Deputado Geraldo em protestar, até mesmo porque, um dos melhores indices de andamento de obras de saneamento básico é do MS, tendo a frente o Flavio Brito. Se isso não é pouco para mante-lo, o que será então?
 
Julio Pizolatto em 20/01/2012 03:50:01
É por isso que o país não vai pra frente.

Eu querendo que pessoas competentes assumam cargos de confiança e esse políticos com rusgas de partidos.
Oquê importa afinal de contas, a melhoria dos serviços e atendimento ao brasileiro ou a sigla de um partido.

Por mim, poderia ser um Concursado de Carreira como no DNIT, pelo menos não vai ter partido nenhum envolvido.
 
Washington Andrade em 20/01/2012 03:06:26
ao inves de se preocuparem com o metodo que será gasto o dinheiro publico e no bem estar de quem será ajudado com os projetos, o politicos se preocupam em quem tem mais força, influiencia.
população em primeiro lugar só nas propagandas.
 
rafael lima em 20/01/2012 02:11:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions