A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/03/2014 12:43

Inoperância de Bernal resultou em prejuízo de R$ 30 milhões, diz Olarte

Kleber Clajus
Olarte já anunciou operação de limpeza de pauta na Semadur para reverter atrasos e prejuízos (Foto: Cleber Gellio / Arquivo)Olarte já anunciou operação de limpeza de pauta na Semadur para reverter atrasos e prejuízos (Foto: Cleber Gellio / Arquivo)

O prejuízo no atraso da liberação de licenças pela Semadur (Secretarai Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo) pode chegar a R$ 30 milhões, informou, nesta sexta feira (21), o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). Uma força-tarefa já foi convocada pelo progressista para em 90 dias acelerar a concretização de empreendimentos na Capital.

“Perdemos em torno de R$ 20 a R$ 30 milhões de receita porque deixamos de encaminhar obras, de cuidar de alguns repasses. Nós vamos fazer esforço concentrado para limpar a pauta com a Semadur que tem milhares de projetos parados pela inoperância não dos servidores, mas por travamento do maioral”, disse Olarte, fazendo referência ao antecessor Alcides Bernal (PP).

O chefe do Executivo citou como exemplo o caso da empresa Bristol Exceler Plaza Hotel, que pode perder financiamento do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) para construção de nova torre “porque está passando os prazos”. Nesse sentido, cobrou também do secretário da Semadur, Cesar Afonso, celeridade para que se possa “deixar o povo construir”.

A celeridade pretendida pelo progressista já foi aplicada hoje, com a aprovação da licença ambiental para a “Cidade do Ônibus”. O espaço, localizado no Anel Rodoviário de Campo Grande, deve reunir empresas interestaduais com estrutura de estacionamento para 150 veículos, abastecimento, manutenção, refeitório e dormitório.

“Hoje assinamos o destravamento da Cidade dos Ônibus e temos muitas ideias, mas vamos na hora certa falar a verdade com um planejamento”, ressaltou Olarte.



Já pensaram se os nobres representantes recebessem 'comissão' para 'agilizar a implantação do progresso' em nossa extremamente bem localizada capital? Se esse absurdo ocorresse, R$30mi seria 'gorjeta do garçom'. Feliamente temos uma mídia antenada e pronta a denunciar os abusos, como constatamos no último ano. Aguardemos maio.
 
Carlos Alberto Cordeiro em 21/03/2014 17:17:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions