ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 25º

Política

Investigado no “fura-fila”, prefeito será eleito hoje presidente da Assomasul

A eleição será das 8h às 17h em Campo Grande, com voto presencial

Por Aline dos Santos | 29/01/2021 07:45
Prefeito Valdir Júnior e a primeira-dama de Nioaque, Larissa Vicente Martelosso Couto.
Prefeito Valdir Júnior e a primeira-dama de Nioaque, Larissa Vicente Martelosso Couto.

A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) faz eleição nesta sexta-feira (dia 29) para eleger a nova diretoria. Investigado por ser o primeiro “fura-fila” da vacina contra a covid-19 em Mato Grosso do Sul,  o prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza Júnior (PSDB), é o candidato de consenso.

Desta forma, sem oponente na disputa, ele deve ser eleito para comandar a associação. A eleição será das 8h às 17h, com voto presencial. O acesso à Assomasul, localizada em Campo Grande, será restrito aos gestores por causa da pandemia.

Valdir Júnior substituirá o presidente Pedro Caravina, ex-prefeito de Bataguassu, que dirigiu a associação durante dois mandatos, de 2017 a 2020. A posse da nova diretoria ocorrerá logo após a proclamação do resultado oficial da eleição, em cerimônia administrativa no auditório da entidade.

O futuro presidente da Assomasul é filho do ex-prefeito de Nioaque, Valdir Couto de Souza, que presidiu a Assomasul de 1993 a 1995.

Vacina – Dentista, Valdir Júnior, 37 anos, informou que tomou a vacina por ser profissional da Saúde, estar na linha de fente  e para incentivar os índios da Aldeia Brejão.

Imagem enviada à Ouvidoria do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) mostra o exato momento em que ele recebe a dose da CoronaVac no braço. Pelas regras, o imunizante estava restrito a indígenas, profissionais da Saúde na linha de frente e idosos em asilos.

Em março de 2020, mês em que Mato Grosso do Sul registrou os primeiros casos de novo coronavírus, Valdir Couto  de Souza Júnior chegou a revogar ordens que limitavam atividades comerciais no município por conta da pandemia depois de o pai, que é comerciante, ter sido flagrado descumprindo as regras.

Nos siga no Google Notícias