A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

12/04/2018 19:00

Jungmann confirma a representantes da OAB-MS presença em seminário na Capital

Encontro Estadual de Segurança Pública na Fronteira está previsto para maio e vai abordar ações de combate à criminalidade nos 44 municípios de MS que ficam nessa área

Humberto Marques
Jungmann se reuniu com Chaves e representantes da OAB/MS, confirmando presença em evento. (Foto: Divulgação/Assessoria)Jungmann se reuniu com Chaves e representantes da OAB/MS, confirmando presença em evento. (Foto: Divulgação/Assessoria)

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, confirmou presença em Campo Grande no mês de maio, para participar do Encontro Estadual de Segurança Pública na Fronteira. A vinda foi informada às advogadas Cláudia Paniago e Isabela Saldanha, respectivamente presidente e vice da comissão da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional de Mato Grosso do Sul) voltada ao setor, durante reunião em Brasília na quarta-feira (11).

“O ministro se mostrou muito solícito e preocupado com a questão da segurança pública na fronteira. Nós o convidamos para fazer parte de um Encontro Estadual de Segurança Pública na Fronteira, que será realizado na OAB neste ano. Esse evento será importante, será um espaço maior de interlocução visando a ampliação de debates não apenas com governantes, mas com a sociedade em geral. Ele confirmou a vinda a Campo Grande”, disse Cláudia Paniago.

Dos 79 municípios sul-mato-grossenses, 44 estão na faixa de fronteira –que se estende dos limites internacionais por 150 quilômetros para dentro do Brasil– com a Bolívia e, principalmente, o Paraguai, segundo relatório do próprio Ministério da Justiça. “Perceba que quase metade da população de Mato Grosso do Sul mora em região de fronteira, um assunto que merece muita discussão. O evento será em Campo Grande, mas sabemos que fronteira é um problema do Estado todo”, destacou a advogada.

Isabela Saldanha destacou que a reunião teve por objetivo discutir a “necessidade de secar ou menos diminuir essa fonte do tráfico na fronteira, pois, além de ser uma questão grave em nosso Estado, atinge também a segurança pública em todo país. É da fronteira que provém a grande maioria do volume de drogas ilícitas e grande parte das armas”.

Frente – Presente à reunião, o senador Pedro Chaves (PRB) discutiu com Jungmann projeto para criar uma Zona Franca na fronteira, que segundo Isabela, “alavancaria a economia das cidades fronteiriças, diminuindo a mão de obra ao crime organizado, além de causar o efeito de maior vigilância local na fronteira, o que de certa forma, ajuda a inibir o crime”.

Chaves também foi convidado para participar do encontro na OAB/MS –cuja data exata não foi informada. O senador foi incumbido por Jungmann de criar no Senado uma Frente Parlamentar Mista de Defesa das Fronteiras, a fim de reforçar o combate ao crime organizado.

“Estive nesta quarta-feira com o ministro Raul Jungmann para convidá-lo a participar do primeiro encontro no país a fim de debater ações concretas de proteção nas nossas fronteiras. Ele aceitou o convite e, aproveitando a ocasião, me pediu para criar no Congresso Nacional uma Frente Parlamentar sobre o assunto”, afirmou o senador.

“Precisamos do apoio político para defendermos nossas fronteiras e, com isso, garantirmos maior segurança aos nossos Estados”, sustentou o ministro.

Além do ministro, deverão presenciar o encontro parlamentares do Estado, superintendentes das Polícias Federal e Rodoviária Federal, representantes do CMO (Comandante Militar do Oeste), Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), do Tribunal de Justiça do Estado, Ministérios Públicos Federal e Estadual e prefeitos dos municípios na faixa de fronteira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions