A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

29/09/2014 17:55

Justiça pede apoio do Exército para o dia das eleições em Ponta Porã

Ludyney Moura
Juízes e promotores querem que Exército auxilie a segurança dos locais de votação de Ponta Porã (Foto: Marcos Ermínio)Juízes e promotores querem que Exército auxilie a segurança dos locais de votação de Ponta Porã (Foto: Marcos Ermínio)

Os dois juízes eleitorais e os dois promotores eleitorais de Ponta Porã, distante 323 quilômetros da Capital, solicitaram ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) a presença do Exército no município para auxiliar na segurança dos locais de votação das eleições gerais destes ano.

A promotora de justiça, Gisleine Dal Bo, explicou o gerou o pedido de ajuda. “Ponta Porã vive um momento de aumento do número de crimes contra o patrimônio público. Nós não temos no município um número suficiente de policiais militares para trazer segurança no dia do pleito”, justifica.

Ponta Porã possui duas zonas eleitorais, e de acordo com a promotora, se os policiais se concentrariam nos locais de votação, o que diminuiria ainda mais o efetivo para patrulhamento nas ruas, para combater crimes como compra de voto, boca de urna e transporte ilegal de eleitores.

No dia 4 de outubro (um dia antes do 1º turno) a cidade vizinha de Pedro Juan Caballero (Paraguai) vai realizar a 19ª Expo Amambay com show da dupla Fernando e Sorocaba. Para a Gisleine, o evento vai estimular o consumo de álcool dos dois lados da fronteira.

“É fundamental a presença do Exército para manter a segurança do pleito. Temos na fronteira, um sistema de curral eleitoral no Paraguai, e precisamos da presença da Polícia Militar nas ruas no combate aos crimes eleitorais e a quaisquer atos de violência que possam vir a acontecer”, alegou a promotora.

A promotora explica ainda que é preciso autorização do Governo Federal para a presença das Forças Armadas no dia da votação em Ponta Porã. Um primeiro pedido neste sentido foi feito por um dos juízes eleitorais do município de fronteira ainda no mês de julho. Ainda não confirmação de que a solicitação será atendida. 

Exército nas Eleições Segundo a assessoria do TRE-MS, a presença do Exército Brasileiro nas eleições se dá apenas por fins de logística, e não de segurança. Ainda não previsão de resposta para a solicitação feita pelos promotores e juízes eleitorais de Ponta Porã.

O Tribunal informa que estão confirmados, para fins de apoio logístico, a presença do Exército apenas no município de Porto Murtinho, onde vão atender duas aldeias e uma colônia de pescadores, e Corumbá, onde atendem o distrito de Porto Esperança.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions