A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/01/2014 21:51

Líder do prefeito considera “surreal” se falar em despejo da Câmara

Josemil Arruda
Alex do PT considera que negociação vai impedir o despejo dos vereadores (Foto: arquivo)Alex do PT considera que negociação vai impedir o despejo dos vereadores (Foto: arquivo)

O líder do prefeito na Câmara de Campo Grande, Marcos Alex, o Alex do PT, considera fora da realidade se considerar a possibilidade de os vereadores serem despejados, apesar de existir uma ordem do Tribunal de Justiça nesse sentido e o presidente da Casa, Mario Cesar (PMDB), dizer que o prazo vence no dia 24 de abril.

“Câmara ir para rua. Esse ir para rua não se concretizará. Não dá pra trabalhar com essa linha de raciocínio de que haverá despejo. É surreal ter uma câmara sendo despejada em pleno século 21, que com a capacidade política que temos deixar isso acontecer”, afirmou Alex do PT, ao ser indagado sobre o risco de os vereadores serem despejados.

Embora exista a ordem do judiciário, Alex do PT considera que as negociações entre os envolvidos impediram o despejo. “Tem ordem judicial, mas tem também mesa de negociação, diálogo, possibilidade de acordo com a empresa dona do prédio, uma solução que não passe pelo despejo”, argumentou.

Entre as possibilidades de acordo, segundo Alex, estaria o fechamento de um contrato com a empresa Haddad Engenheiros Associados para um novo contrato pelo prazo de dois anos, com o Município assumindo o compromisso de pagar a dívida do aluguel.

 

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


Surreal é uma camara municipal ser ocupada por mais de 7 anos sem pagar um tostão de aluguel, isso sim é surreal, esse povo tem que acordar pra vida, não é porque é poder publico que pode tudo.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 24/02/2014 16:26:56
Pode ser que não haja despejo, más falar num novo contrato para o município assumir é temeroso para o proprietário, pois já houve um contrato, que depois foi questionado os valores, no final o proprietário ganhou más não levou, e o resto da história todos conhecem. Que tal alugarem um auditório apenas para as seções e cada vereador se vire com o seu gabinete.
 
Manoel Belo em 01/02/2014 18:39:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions