A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

13/11/2013 11:49

Ong protesta e recebe Lula com apitos, faixas e abacaxis

Aliny Mary Dias e Leonardo Rocha
Produtores manifestaram em frente a sede da Fiems (Foto: Marcos Ermínio)Produtores manifestaram em frente a sede da Fiems (Foto: Marcos Ermínio)

O encontro marcado entre empresários na sede da Fiems (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul), e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve a presença de manifestantes ruralistas com apitos, faixas e abacaxis nas mãos. 

A manifestação ocorreu pouco depois das 10 horas logo depois que Lula saiu do Hotel Gran Park onde se reuniu com autoridades políticas e produtores rurais durante a manhã.

Os manifestantes da Ong Recovê, formada por produtores rurais que buscam o diálogo e a solução dos conflitos com indígenas, se reuniram em frente à sede da Fiems, localizada na Avenida Afonso Pena, e se fizeram presentes durante a chegada do ex-presidente.

Além das camisetas com frases “O Brasil que produz”, os abacaxis e apitos, as faixas trazem o pedido de respeito: “Quem produz merece respeito” e “Não ao conflito no campo”.

Programação – Após o encontro com os empresários, Lula volta para o Hotel Gran Park onde deve almoçar e depois segue para o Ondara Palace, na avenida Mato Grosso, onde se encontra com autoridades políticas e militantes do PT (Partido dos Trabalhados). São aguardadas cerca de 1 mil pessoas no evento que começa às 15 horas.

Ong que representa produtores levaram abacaxis para manifesto (Foto: Marcos Ermínio)Ong que representa produtores levaram abacaxis para manifesto (Foto: Marcos Ermínio)



Oziel, quando o local de trabalho está ameaçado de ser tirado do Setor que mais gera empregos direta e indiretamente, fazendo que todos possam perde-lo, acho que é muito justo que protestem. Será que o seu emprego talvez não possa estar indiretamente ligado a essas pessoas que podem estar fazendo um favor e TRABALHANDO para você não perde-lo? Se você vê jornais, saiba também que o Brasil não esta quebrado por causa desses trabalhadores que mantem estável nossa balança com a exportação dos seus produtos. Informe-se e seja mais educado!
 
Carlos Antonio Anatriello em 13/11/2013 23:55:23
Sr Oziel, as pessoas que estavam no protesto não querem aparecer. Querem ter seus direitos constitucionais de volta. São produtores rurais que sofreram invasões em suas propriedades, tiveram seu rebanho abatido e suas propriedades depredadas. O que queremos é apenas respeito e cumprimento da Constituição.
 
Mônica Corrêa em 13/11/2013 21:27:22
Bela atitude, deixar de lado o trabalho para ir protestar, só cabe aos bons e bem informados.
Não existe algo mais belo que lutar por uma causa.
Parabens pela luta.
 
Marco Aurelio Candia Braga em 13/11/2013 21:17:54
quem são estas balzaqueanas que aparecem em horário de trabalho segurando estes
abacaxis? que eu saiba neste horário as pessoas devem estar trabalhando e não querendo
aparecer.
 
oziel sortica em 13/11/2013 13:47:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions