A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

22/09/2014 11:57

Maioria das 239 denúncias feitas à Justiça Eleitoral é propaganda irregular

Leonardo Rocha
Justiça Eleitoral já recebeu 239 denúncias, sendo a maioria de propaganda irregular (Foto: Divulgação - TRE-MS)Justiça Eleitoral já recebeu 239 denúncias, sendo a maioria de propaganda irregular (Foto: Divulgação - TRE-MS)

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) recebeu em dois meses e meio 239 denúncias sobre ações práticas e ações ilegais na eleição deste ano. Liderando esta lista estão as propagandas irregulares, principalmente na internet, seguido por colocação de cavaletes, cartazes e faixas em vias públicas e compra de votos.

A ferramenta "Web Denúncia" está disponível desde o dia 7 de julho para que qualquer cidadão possa denunciar e fiscalizar a campanha eleitoral, permitindo que além de fazer sua contribuição, o eleitor possa acompanhar o andamento da denúncia, e se informar se houve infração eleitoral.

Liderando a lista de denúncias, está a propaganda por mensagens eletrônicas e telemarketing, que teve 58 ocorrências. De acordo com o o vice-presidente do TRE-MS, o desembargador João Maria Lós, esta foi a principal preocupação dos juízes eleitorais em Mato Grosso do Sul, justamente pelo número de fakes que usaram as redes sociais para denegrir e ofender a imagem de candidatos.

Na segunda colocação, com 56 denúncias, está a colocação de cavaletes, bonecos, cartazes, faixas e bandeiras de campanha nas vias públicas do Estado. Na terceira posição, com 34 (denúncias), está a compra de votos, arrecadação ou gastos ilícitos de campanha. Nesta situação, a justiça eleitoral promete realizar uma força tarefa na reta final de campanha, para fiscalizar as ocorrências, que podem resultar na cassação do mandato.

Em seguida aparecem as denúncias (30) sobre propagandas irregulares por meio de faixas, cartazes, outdoors e placas, depois (18) a distribuição de material gráfico, (17) reuniões políticas, (10) propaganda intrapartidária, (8) carros de som e alto falantes, (4) carreatas, passeatas e caminhadas, (2) comícios e mais duas sobre regras para realização de debates.

Cidades - Campo Grande lidera as denúncias, com 157 ocorrências, seguida pelo município de Dourados com 19 denúncias e depois por Sidrolândia com 8. A cidade de Três Lagoas aparece com sete denúncias e Nova Andradina com quatro. Na estatística do TRE-MS, nestes dois meses e meio, houveram denúncias em 26 municípios do Estado.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions