ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 19º

Política

Mais votado em Bandeirantes recorre ao TJ para reverter cassação de mandato

Defesa de Álvaro Urt pede que ele também seja autorizado a assumir a prefeitura

Por Aline dos Santos | 25/03/2021 09:49
Prefeitura de Bandeirantes foi alvo de operação do Gaeco em junho do ano passado. (Foto: Marcos Maluf)
Prefeitura de Bandeirantes foi alvo de operação do Gaeco em junho do ano passado. (Foto: Marcos Maluf)

Mais votado para prefeito em Bandeirantes, mas com o resultado sub judice na Justiça Eleitoral, Álvaro Nackle Urt (DEM) recorreu ao TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) contra a cassação de mandato. O então prefeito foi cassado pela Câmara de Bandeirantes em 29 de setembro de 2020.

Na sequência, na eleição de novembro, foi o mais votado para o cargo de prefeito, no entanto a posse foi barrada pela Justiça Eleitoral, que ainda não decidiu se o município a 70 km de Campo Grande terá nova eleição.

Ao Tribunal de Justiça, a defesa de Urt pede a suspensão da cassação por infrações politico-administrativas e que ele seja autorizado a assumir a prefeitura.  “Com o seu correspondente retorno ao cargo de prefeito municipal, expedindo-se, para tanto, mandado reintegratório e até o julgamento definitivo do mérito do recurso de apelação pela Colenda Câmara, garantido o exercício pleno do mandato que lhe foi novamente outorgado pelo voto popular”.

O recurso foi distribuído ontem (dia 24) para a 3ª Câmara Criminal do TJ e ainda não houve julgamento. O processo que resultou na cassação foi deflagrado após pedido de providências sobre a operação Sucata Preciosa, realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) em 2 de junho de 2020.

A investigação foi sobre a emissão de notas frias em contratos da prefeitura de Bandeirantes com empresas privadas para manutenção de veículos da frota municipal.

Em janeiro deste ano, Álvaro Urt teve bens bloqueados em ação de improbidade administrativa nos procedimentos licitatórios para contratação de empresas fornecedoras de medicamentos e produtos hospitalares e odontológicos.

A prefeitura de Bandeirante foi assumida de forma interina pelo vereador Edervan Gustavo Sprotte (DEM).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário