ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  05    CAMPO GRANDE 22º

Política

Marquinhos diz que candidato a vice será "ficha limpa" e qualificado

Prefeito diz que ainda não definiu nome, mas que não irá negociar vaga com partidos

Por Leonardo Rocha | 10/09/2020 10:46
Prefeito Marquinhos Trad (PSD) durante audiência no Fórum (Foto: Henrique Kawaminami - Arquivo)
Prefeito Marquinhos Trad (PSD) durante audiência no Fórum (Foto: Henrique Kawaminami - Arquivo)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou que seu candidato a vice será alguém "ficha limpa",  com qualificação e competência técnica.  “Um nome que será melhor para cidade”, completou. Também destacou que não vai negociar o cargo com partidos.

Sem confirmar o escolhido, Marquinhos ponderou que a definição irá ocorrer antes das convenções do PSD, que está marcada para o dia 15 de setembro. “Antes do evento, a população já vai saber quem estará na nossa chapa como vice”, disse ele, em entrevista ao Campo Grande News.

Marquinhos reforçou que não vai negociar a “escolha do vice” com nenhum partido, e que vai levar em conta os critérios técnicos. Questionado se existe a possibilidade de continuar a “parceria” com a atual vice, Adriane Lopes (Patri), se limitou a dizer que não está nada definido. “Podemos ter novidade ou continuar”.

Sobre a procura de partidos aliados, para apoiar sua reeleição, Marquinhos ressaltou que se trata de um “reconhecimento” dos quatro anos de trabalho e que estas legendas entendem que o momento é de dar “prosseguimento” a atual gestão e não escolher um “novato”.

Alguns partidos já sinalizam apoio ao prefeito, entre eles o PTB, Democratas, Rede e PSB. Já no ninho tucano, ele tem o apoio declarado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em uma retribuição à campanha de 2018, quando Marquinhos esteve em seu palanque eleitoral.

Marquinhos destaca que apesar de estar nas “vésperas da campanha”, seu foco continua sendo a pandemia do coronavírus, tanto nos cuidados de saúde pública, como na retomada da economia da cidade. “Continua sendo nossa prioridade, apesar do ano eleitoral”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário