A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

05/03/2015 12:26

Marquinhos pode ir à Justiça para sair do PMDB e disputar prefeitura

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Marquinhos quer ser candidato a prefeito de Campo Grande. (Foto: Roberto Higa/ALMS)Marquinhos quer ser candidato a prefeito de Campo Grande. (Foto: Roberto Higa/ALMS)

O deputado estadual Marquinhos Trad anunciou hoje que pode recorrer à Justiça para deixar o PMDB, manter o cargo no Legislativo estadual e disputar a prefeitura de Campo Grande. “Já tenho condições de pedir na Justiça a minha saída. Em função de rejeição e mudanças ideológicas do meu partido. É um dos caminhos para que eu saia da legenda e não perca meu mandato, podendo entrar em outro partido”, afirma.

Pelas regras atuais, Marquinhos só pode sair do PMDB para uma nova legenda no período de janela para troca de partido. Em caso de decisão judicial, o parlamentar pode ir para uma sigla já existente. Sem esses elementos, o PMBD tem direito a requerer o mandato.

“Tenho até 3 de outubro deste ano para tomar essa atitude. Posso até concorrer a prefeito com liminar, como aconteceu com outros candidatos. Decisões anteriores deram parecer favorável aos políticos que quiseram sair dos seus partidos”, diz.

Marquinhos deu como exemplos Ari Artuzi, que saiu do PMDB para ser candidato a prefeito de Dourados; o deputado federal Geraldo Resende, que migrou do PPS para o PMDB; e o deputado estadual Lídio Lopes, que trocou o PP pelo PEN.

“Houve uma mudança ideológica no PMDB e a falta de espaço para mim, a divergência com a minha pessoa é pública e notória, posso chamar várias testemunhas ao meu favor. Não quero litígio judicial, mas vou correr atrás dos meus direitos. Tenho razões suficientes para não acreditar que o partido vá me apoiar”, diz o deputado. Fábio Trad, irmão de Marquinhos, deixou o PMDB.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions