A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/11/2013 15:43

MDS cancelou Bolsa Família de vereadora após pente-fino em políticos

Zana Zaidan
Vereadora (de blusa preta) curte férias com amigas (Foto: Divulgação)Vereadora (de blusa preta) curte férias com amigas (Foto: Divulgação)

A vereadora de Paranhos, Maristela de Jesus Vernal Gregol (PROS), que mesmo com salário mensal de R$ 5,1 mil recebeu duas parcelas de R$ 134 do Bolsa Família, teve o benefício cancelado em março pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Ela perdeu o benefício após um pente-fino do órgão para suspender o direito de quem tinha sido eleito em outubro do ano passado. 

O MDS acompanha políticos que, antes de serem eleitos, recebiam o benefício, para, então, suspendê-lo devido ao aumento da renda. Após cada eleição, a pasta confronta os dados do programa com os do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Esta averiguação foi feita em 2013 – ano seguinte às eleições de 2012 - garante o Ministério, e teve início em abril. Os casos confirmados tiveram o bloqueio das parcelas de pagamento do Bolsa Família em maio. Em setembro foi realizado o cancelamento definitivo dos casos confirmados da posse em cargo eletivo.

Reembolso aos cofres públicos – Ainda conforme o Ministério, a vereadora pode ter que ressarcir os cofres públicos caso tenha fornecido alguma informação falsa para conseguir se cadastrar no programa, já que, mesmo antes de ser eleita vereadora, já levava um alto padrão de vida.

O MDS está a par da irregularidade detectada e vai analisar se há dados inverídicos no cadastro ou na atualização cadastral da vereadora, antes de aplicar qualquer sanção. O benefício não precisará ser interrompido ou suspenso, já que o depósito do Bolsa Família para Maristela aconteceu nos meses de janeiro e fevereiro e, hoje, ela não recebe mais.

Em todo o Brasil, 2.168 pessoas que eram beneficiárias do Bolsa Famílias e se elegeram para cargo político tiveram o benefício suspenso em 2013, conforme o MDS.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...


Deveria cassar o mandato de vereadora e deixar só com a bolsa familia!
 
André Luiz Mayolino em 23/11/2013 08:40:46
Munda Brasil , vamos começar a pedir a cabeça desse corruptos , aproveitadores.
Conheço Paranhos cidade de gente humilde e trabalhadora , vereadora sem discernimento para entende até o próprio proposito da bolsa família. (formiga-de- ferrão ). Pedi pra sai!
 
Luciano Cristaldo em 23/11/2013 07:53:24
tá fácil pra ninguém hein vereadora ganhando bolsa família kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
João Cabral em 23/11/2013 00:21:26
2 meses recebendo, 2 meses de cadeia.

Justo!
 
Gabriel Novaes em 22/11/2013 20:34:18
Que vergonha em vereadora!! Se a senhora tiver um pouco de vergonha na cara peça renuncia do cargo.
 
Gilberto Pereira em 22/11/2013 19:21:00
Ela tem de ter o mandato cassado e ser exonerada pelo crime de fraude, estelionato e se aproveitar de cargo público! A justiça no "brasil" não existe, todo servidor público ao cometer um crime perde o cargo e o de assumir um cargo público, mas se for um político ou jurídico o mesmo pode cometer quantos crimes quiser e não perde nada! Onde esta a justiça?
 
Alexandre de Souza em 22/11/2013 18:58:18
È UMA VERGONHA ISSO;;;; E AI ESSE POVO CONSEGUE RECEBER NE?? ENTAO NAO EE SÓ OS TRABALHADORES QUE COMO TODOS DIZEM ABUSAM DISSO; POCA VERGONHA;
 
patricia souza em 22/11/2013 17:29:11
O problema não é apenas o cancelamento... É a devolução do valor pago.
 
Frank William em 22/11/2013 17:11:15
Absurdo!!!
 
Raynara Macedo em 22/11/2013 16:07:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions