A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

01/02/2017 16:05

Mesa diretora é empossada sob o desafio de agilizar reformas em MS

Alberto Dias
Em rápida cerimônia, mesa diretora é empossada no primeira dia de trabalhos na Assembleia Legislativa. (Foto: Divulgação/AL-MS)Em rápida cerimônia, mesa diretora é empossada no primeira dia de trabalhos na Assembleia Legislativa. (Foto: Divulgação/AL-MS)

Em ato rápido e protocolar, a mesa diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul para os próximos dois anos foi empossada na tarde desta quarta-feira (1), marcando a retomada dos trabalhos parlamentares em âmbito estadual. Com praticamente nenhuma mudança em relação à legislatura anterior, os nomes se repetiram e a reunião seguiu sem abstenções, com exceção da 2ª vice-presidente Graziela Machado (PR).

Na ocasião, o presidente reconduzido, deputado Junior Mochi (PMDB) destacou como prioridades já para o mês de fevereiro a votação de projeto que revê o teto da remuneração dos servidores públicos e também a reforma da previdência estadual. "Esses são os pontos que teremos logo no início, alguns mais polêmicos, outros menos, mas todos importantes para Mato Grosso do Sul", ponderou.

Conforme o peemedebista, entre as prioridades que o momento exige está ainda criação, ou não, de um Fundo de Estabilização Fiscal, além de ações voltadas à segurança pública, com foco na região de fronteira, e à saúde nas microrregiões do Estado. "Não será um ano fácil", reiterou. Ao seu lado estava o vice, deputado Zé Teixeira (DEM) e o 1º secretário; Onevan de Matos (PSDB). Também compõem a mesa os deputados Amarildo Cruz (PT) Mara Caseiro (PSDB) e Felipe Orro (PSDB).

Reformas - Ao falar novamente sobre a reforma administrativa do Governo do Estado, Mochi também anunciou mudanças internas na estrutura da casa de leis, que devem reduzir nomenclaturas de cargos ao propor um organograma "mais enxuto" para o quadro de funcionários da casa, que hoje gira em torno de 300 pessoas, entre nomeados, comissionados e efetivos. Entre as novidades consolidadas está a instalação de pontos eletrônicos, em vigor a partir de hoje.

Além da posse da mesa diretora, a retomada dos trabalhos foi marcada por reunião entre as lideranças da casa. Segundo o presidente, o encontro seguirá agora com representação dos servidores, ou seja, com o sindicato da categoria para tratar da reforma administrativa da Assembleia.

Outro ponto é a convocação dos aprovados em concurso realizado pela casa no fim de 2016. "Estamos na última fase, que é justamente a questão da comprovação das cotas". Conforme Mochi, até o início de abril serão empossados os primeiros concursados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions