A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

01/04/2014 17:10

Mesmo após intervenção, Diretoria “biônica” de Júlio continua atuando

Josemil Arruda
Mesmo isolado, Júlio Cesar insiste em continuar presidindo a OAB-MS (Foto: Marcos Ermínio)Mesmo isolado, Júlio Cesar insiste em continuar presidindo a OAB-MS (Foto: Marcos Ermínio)

Mesmo com a decisão de ontem (31) da Diretoria nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de afastamento dos quatro diretores da seccional sul-mato-grossense (OAB-MS), nomeados pelo presidente da entidade, Júlio Cesar Souza Rodrigues, os “biônicos” continuaram atuando normalmente nesta terça-feira (1º de abril).

Na última sexta-feira (28), Júlio Cesar tinha nomeado quatro novos diretores da OAB-MS: José Belga Assis Trad (vice-presidente), Gustavo Tolentino (secretário-geral), Diego Nemo Marcondes (Tesoureiro) e Luiz Carlos Saldanha (secretário-adjunto).

Hoje eles continuaram atuando como diretores, inclusive com o tesoureiro Diego Marcondes passou a manhã despachando e também continuou trabalhando esta tarde, providenciando pagamentos a serem efetuados. Indagado se está assegurado o pagamento dos salários dos 170 funcionários da OAB-MS, Marcondes disse que “está tudo regularizado”. Segundo ele, apesar dos problemas que vem sendo enfrentados, “a Ordem tem cumprido com seu dever”.

Com a decisão da OAB nacional, Júlio Cesar teria de deixar o controle das finanças da entidade, já que foi nomeado um interventor para atuar como tesoureiro, o conselheiro federal Pedro Paulo Guerra de Medeiros (GO). As despesas da entidade só podem ser pagar com assinatura do tesoureiro e mais um diretor.

Diego Marcondes não soube ou não quis informar se a OAB-MS já foi notificada oficialmente da decisão da direção nacional. “Não tenho nada a passar para você. Informação é através da assessoria de imprensa da entidade”, afirmou o advogado. A assessoria de imprensa também foi procurada, mas igualmente não sabia se a notificação já tinha sido efetivada nem a data da chegada do tesoureiro-interventor.

Nomeações para Conselhos – Júlio Cesar continua agindo que se a OAB-MS estivesse vivendo a normalidade que existia antes dele fazer tratativas contratuais com o então prefeito Alcides Bernal (PP) para advogar para o Município de Campo Grande, em busca de aumento do índice de participação no bolo do ICMS.

Bernal é advogado e, por responder processos éticos na OAB-MS, houve desconfiança generalizada de que o propósito contratual foi o de influenciar futura decisão de Júlio Cesar, que atraiu, com isso, além da ira da oposição, a rejeição dos seus colegas de diretoria, os quais comandaram uma “renúncia coletiva” histórica de mais de 80 dirigentes e conselheiros.

Nesta terça-feira (01), Júlio Cesar empossou os novos presidentes da Comissão de Advogados Criminalista e da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB/MS. Os advogados Alexandre Franzoloso e Márcio de Campos Widal Filho, respectivamente, assumiram os cargos.

“O Alexandre e o Márcio são grandes advogados e tenho certeza que vão contribuir com competência e profissionalismo no andamento dos serviços da Ordem”, afirmou Júlio Cesar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions