A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

17/02/2017 15:21

Ministério será intimado a credenciar laboratórios para diagnóstico de mormo

Paulo Nonato de Souza

O número de casos de mormo, uma doença silenciosa causada pela bactéria Burkholderia Mallei que atinge cavalos, burros e mulas, vem aumentando ano a ano no Brasil.

Em Mato Grosso do Sul já são 42 notificações da doença, segundo dados divulgados pela assessoria do deputado estadual Márcio Fernandes (PMDB), que esta semana aprovou na Assembléia Legislativa uma indicação que pede ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a emissão de “licença especial de funcionamento” para o diagnóstico de mormo nos laboratórios credenciados em Mato Grosso do Sul.

De acordo com nota divulgada pela assessoria do parlamentar, atualmente os laboratórios credenciados pelo Mapa em Mato Grosso do Sul não são autorizados a realizarem exame de mormo. O material é colhido e enviado para São Paulo.

“Isso, além de tornar o trâmite demorado, já que o resultado sai com aproximadamente 10 dias, também onera o custo para o criador que precisa realizar o exame no animal a cada 60 dias”, disse o deputado.

Segundo Márcio Fernandes, que é veterinário e presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Políticas Rural, Agrária e Pesqueira na Assembléia Legislativa, a preocupação tem a ver com a praticidade dos criadores e com o fato de a doença de mormo ser uma zoonose que pode atingir também seres humanos.

“Precisamos desburocratizar o quanto antes esta situação, é inaceitável um Estado movido economicamente pela agropecuária, não ter um laboratório que realiza exames para diagnóstico de mormo”, frisou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions