A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/06/2015 13:45

Ministro diz que permanência depende de Dilma e do PDT

Leonardo Rocha
Ministro Manoel Dias disse que quer permanecer no cargo, mas que depende da presidente e da aliança do PDT (Foto: Marcelo Calazans)Ministro Manoel Dias disse que quer permanecer no cargo, mas que depende da presidente e da aliança do PDT (Foto: Marcelo Calazans)
Dagoberto disse que PDT pode deixar a base aliada, assim deixando o cargo a disposição (Foto: Marcelo Calazans)Dagoberto disse que PDT pode deixar a base aliada, assim deixando o cargo a disposição (Foto: Marcelo Calazans)

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, afirmou durante convenção estadual do PDT, em Campo Grande, que sua permanência no cargo depend da presidência Dilma Rousseff (PT), ou do relacionamento do PDT com o governo federal. Ele ainda ressaltou que pretende continuar e o restante se trata apenas de boatos.

“Sou ministro da presidenta, é nós estamos como partido aliado do Governo (Federal), depende da vontade da presidente ou da relação boa do PDT na base aliada, somos solidários aos programas e ações do governo, o restante se trata apenas de rumores”, disse ele.

Já o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) admitiu que seu partido pode deixar a base aliada da presidente Dilma (Rousseff), caso não haja entendimento, o que pode resultar na entrega do cargo ao governo federal. “Ainda temos que decidir isto, se continuamos na base, por isso não tem qualquer definição, tínhamos uma reunião para próxima terça-feira (23), mas teve que ser adiada”, disse ele.

Dagoberto ainda comentou da possibilidade de ser indicado para o Ministério do Trabalho, em uma eventual saída de Manoel Dias. “Não existe nada concreto, apenas a presidente disse que seria interessante um deputado federal do PDT, se houvesse a troca, mas isto não pode ser discutido, até porque o partido pode deixar a base”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions