A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

01/03/2018 18:48

Ministro promete retomada do Sisfron em reunião com governadores

Iniciado em 2012, projeto sofreu atrasos e corte de investimentos

Kleber Clajus
Compromisso de Raul Jungmann para retomar o sistema foi comemorada (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)Compromisso de Raul Jungmann para retomar o sistema foi comemorada (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, fez compromisso nesta quinta-feira (1°) para retomar investimentos no Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira). Ele esteve reunido, no Palácio do Planalto, com governadores para definir soluções a crise na segurança pública. A vice-governadora, Rose Modesto (PSDB), participou do encontro.

“Jungmann fez o compromisso de retomar. Ele defende que os investimentos na fronteira sejam maiores na área de inteligência do que na presença das forças armadas. As forças armadas podem contribuir e também pedimos programas de inteligência. Mato Grosso do Sul começou um projeto piloto [de inteligência] que não teve sequência", ressaltou Rose.

Estados fronteiriços terão atenção especial do ministério, havendo grupos específicos de trabalho para definir estratégias de atuação integrada. A vice-governadora solicitou, nesse caso, que as medidas sejam iniciadas com destinação de vagas no concurso das polícias Federal e Rodoviária Federal ao Estado. Ainda estaria em análise adesão a uma linha de financiamento do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), de R$ 42 bilhões, para reequipar a polícia e o sistema penitenciário estadual.

Sisfron - Iniciado em 2012, o Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira) teve a implantação do projeto-piloto atrasada porque só 10% dos recursos previstos foram liberados até o ano passado. Mesmo assim, houve a conclusão de 60% do cronograma e a última estimativa é de que este esteja completamente operacional até dezembro de 2018.

Dos R$ 12 bilhões incluídos no planejamento inicial, em 2012, até agora o Exército recebeu R$ 1 bilhão. Em janeiro do ano passado, durante visita a Dourados, Raul Jungmann disse em 2017 o Sisfron receberia R$ 450 milhões – quase o dobro do valor investido em 2016.

Com monitoramento iniciado na linha de fronteira entre Mundo Novo e Bela Vista, em Mato Grosso do Sul, o sistema já está sendo testado no Pantanal de Mato Grosso e em breve chegará ao Paraná, no lago da Usina Binacional de Itaipu. 

A expansão começou a ser feita mesmo antes de o projeto ser concluído na fronteira sul-mato-grossense, onde organismos de segurança pública reclamam da falta de utilidade do Sisfron para o combate ao crime organizado que age nos dois lados da Linha Internacional.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions