A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

09/05/2016 10:43

Mochi diz que concurso deve ser lançado no início do 2° semestre

Legislativo já escolheu a empresa que vai realizar o certame

Leonardo Rocha
Presidente da Assembleia, Junior Mochi, espera agora cronograma de ações da empresa escolhida (Foto: Assessoria/ALMS)Presidente da Assembleia, Junior Mochi, espera agora cronograma de ações da empresa escolhida (Foto: Assessoria/ALMS)

Após escolher a Fundação Carlos Chagas para realizar o seu 1° concurso, a Assembleia Legislativa deve lançar o edital no começo do 2° semestre deste ano. Esta informação foi confirmada pelo presidente do legislativo, o deputado Junior Mochi (PMDB), que agora espera a apresentação do cronograma de ações pela empresa escolhida.

Mochi ressaltou que o próximo passo será convocar representantes da Fundação Carlos Chagas, para vir a Campo Grande, onde além de acertar a questão formal, também vai definir o cronograma de ações para realizar o concurso. "Neste documento irão demostrar como serão desenvolvidas as atividades e os prazos para realização de cada etapa", disse ele.

O presidente da Assembleia acredita que depois de ter superado esta fase, da escolha da empresa, o andamento do concurso será mais rápido. "Temos que esperar a posição deles (Fundação Carlos Chagas), mas acredito que será lançado no início do 2° semestre, em julho, ou no máximo em agosto deste ano", garantiu.

Empresa - A escolha da Fundação Carlos Chagas foi por "contratação por inexigibilidade", já que a foi solicitado propostas de três empresas de renome nacional, para que então avaliasse a melhor. Antes tinha sido realizado no dia 1° de abril, um pregão presencial, na modalidade "menor preço", que teve a empresa Oppus Concurso, como a mais qualificada.

Entretanto a comissão do concurso resolveu anular esta licitação, já que alegou que a empresa do Paraná (Oppus Concursos) apresentou um valor muito baixo (R$ 79,9 mil) para realizar o certame, que na avaliação não seria o suficiente para realizar todas as atividades previstas. Esta proposta correspondia a 12% do valor inicial, que era de R$ 662 mil.

O concurso terá 80 vagas abertas, para cargos técnicos em diferentes áreas, tanto para nível médio e superior. Para o 1° secretário da Assembleia, o deputado Zé Teixeira (DEM), este novo quadro de funcionários vai trazer economia para o legislativo, já que antes os salários dos comissionados não tinham o devido controle e padrão.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions